Filhos, casa e quarentena: brincar para não pirar!

A rotina é cansativa e não há problema em assumir isso. Mas podemos criar formas de tornar esse período mais leve e prazeroso

**Texto por Rafael Brais, jornalista, dono do canal @opapaidelas, pai de Linda e Olívia

Assim que a quarentena se instalou, mostrando que seria quase infinita, percebi que precisava de um planejamento mais eficaz para entreter minhas filhas. Os quebra-cabeças, as pinturas no caderno e as andanças de patinete na sala já não surtiam tanto efeito. Foi então que tive uma ideia: fazer uma série de vídeos com sugestões de brincadeiras para fazer em casa. Além da própria diversão em si, demos litros de risadas nas gravações, que resultaram em dez episódios de um minuto cada. Veja o trailer aqui!

Cuidar da saúde mental é fundamental nesse período em casa (Foto: iStock)

Nossa “temporada”começou com uma brincadeira simples, a Mágica do Lençol. Em seguida, fizemos um surpreendente Aquário Caseiro de Gelo. Depois, veio o Telefone de Lata (realmente funciona!); a Melhor Cabana do Mundo, que tinha até iluminação; os Olhos de E.T., quando provamos que a diversão pode vir de pequenos objetos. Daí partimos para a brincadeira das filhas enroladas e desenroladas em toalhas; a Caça ao Tesouro, um sucesso de bilheteria por aqui; o Salão de Beleza delas, que poderia ser chamado de zoando o cabelo do papai, o lendário e nostálgico Vai e Vem, que fizemos com garrafas pet. Por fim, a elaborada Mão de Gesso que vira porta-joias.

Foram momentos incríveis que criei com minhas filhas. Começava com uma espécie de brainstorming para escolher as brincadeiras, depois com a compra dos materiais necessários, daí definíamos o conteúdo e gravávamos. Pelo roteiro aprovado, a Linda ou a Olívia abriam o vídeo e explicavam qual seria o capítulo e como executar as atividades lúdicas propostas. Eu apareci em algumas ocasiões, seja em alguma intervenção que precisava de adulto ou como parte do elenco…

Claro que tudo tem seu tempo, já que estamos no meio de uma mistura doida de aulas online, home office, cuidar da casa, fazer comida (sempre e a todo instante), cobrar tarefas, lembrar do banho. E é exatamente no meio desse furacão que as risadas e a leveza se tornam ainda mais essenciais. Percebemos ser um grande barato mostrar que gestos simples podem se tornar momentos especiais e eternos para os filhos e para os papais e mamães. Afinal, toda essa junção de fatos, situações e necessidades nos fez encontrar saídas para não pirar: nós resolvemos brincar! E você?