Como você está com relação ao seu feminino e masculino?

“Só existimos porque um homem e uma mulher disseram “Sim” à passarem a vida adiante”

Na Astrologia Familiar e Sistêmica todos temos em nós as doze qualidades que chamamos de Signos, divididos em seis qualidades masculinas e seis femininas. O equilíbrio de tudo está na harmonia em nós entre feminino e masculino. Mas vivemos hoje em polos opostos dessas energias: machismo e feminismo. Muitas vezes julgamos o feminino e muitas vezes julgamos o masculino.

O feminino e masculino precisam estar em harmonia na Astrologia Sistêmica
O feminino e masculino precisam estar em harmonia na Astrologia Sistêmica (Foto: Shutterstock)

Somos filhos do choque cultural entre a mente patriarcal e o movimento feminista, vivemos imersos nesse paradigma de “luta” entre gêneros. Quando na verdade a integralidade acontece quando enxergamos ambas as partes e nos harmonizamos com as doze qualidades em nós. Dá uma olhada em um pequeno exemplo de cada qualidade:

Qualidades Femininas

  • Touro – apoiar
  • Câncer – acolher
  • Virgem – servir
  • Escorpião – transformar
  • Capricórnio – respeitar
  • Peixes – intuir

Qualidades Masculinas

  • Áries – agir
  • Gêmeos – comunicar
  • Leão – liderar
  • Libra – trocar
  • Sagitário – ensinar
  • Aquário – criar

Só existimos, porque um homem e uma mulher disseram “sim” à passarem a vida adiante. Só podemos estar em paz quando essas duas fontes estão em paz dentro de nós. A não aceitação dessas partes em nós pode distorcer as qualidades que viemos manifestar.

Quer ver um exemplo? Se eu não aceito os homens na minha linhagem posso ter os comportamentos masculinos distorcidos em mim: ao invés de agir (Áries) posso ser passiva ou agressiva. Assim, se não aceito as mulheres na minha linhagem, posso ter comportamentos femininos distorcidos em mim: ao invés de acolher, posso ter um comportamento dramático ou rígido.

Quando examinamos o destino das mulheres e homens de gerações passadas de nossa família, com certeza vamos encontrar muita dor em ambas as linhas. A solução está em reconhecer e respeitar o sofrimento e o destino difícil de mulheres e homens de gerações passadas. E a partir deste novo ponto de vista, mais compassivo, escolher fazer diferente, interrompendo esse ciclo de danos.

Não seria incrível se cada um dentro dos relacionamentos pudesse recuperar e expressar o seu poder pessoal? Homens e mulheres empoderados, unidos em confiança, cooperação e respeito. Hoje fica a dica: respeite seus pais, seus ancestrais e suas escolhas, para que você possa fazer suas próprias escolhas em harmonia com seu feminino e masculino, passando adiante aos seus descendentes esse respeito pela vida e pelo mundo.