Estreptococo na gravidez: devo me preocupar?

Saiba o que fazer caso o resultado seja positivo

Calma! Vai ficar tudo bem (Foto: GettyImage)

Estreptococo é uma bactéria comum no nosso trato intestinal, mas ela também pode estar presente na flora vaginal. É algo comum e a gestante não precisa se alarmar se o resultado der positivo.

Porém, a bactéria pode causar infecções no recém-nascido e na própria mãe no pós-parto, por isso precisa ser tratada. Geralmente, os médicos pedem para realizar um exame entre 35 e 37 semana para ver se há a presença do estreptococo perto da vagina. Até 1/3 das mulheres pode ter a bactéria como parte normal da flora.

Saber que o estreptococo está lá é importante pois, durante o parto normal, é recomendada uma dose de antibiótico no início do trabalho de parto e mais uma com o intervalo de 4 horas, antes do bebê nascer.

Já na cesárea, alguns lugares usam o antibiótico, mas o mais recomendado é, se for agendada e e não tiver rompimento da bolsa, não é necessária a profilaxia, porque o bebê não terá contato com a vagina.

Leia também:

Meghan Markle se nega a fazer tradição de 30 anos da família real após o parto

Enfermeiras colocam máscaras de oxigênio em mães durante parto e você precisa saber o porquê

Doula alerta sobre a importância de dar atenção para mães no pós-parto: “Tudo bem pedir ajuda”