Saúde mental e física andam lado a lado

Outubro Rosa, prevenção ao Câncer de Mama e Dia Mundial da Conscientização da Saúde Mental (10/10): datas que merecem atenção

Estou muito feliz em começar a escrever como colunista na Pais&Filhos, desde minha juventude tenho essa revista como um lugar para buscar informações de primeira linha onde o leitor consegue achar todo tipo de assunto que envolva a família, filhos, novidades, dicas e temas relacionados e que a cada dia vem se aprimorando mais.

Cuidar da saúde deve ser sempre uma prioridade
Cuidar da saúde deve ser sempre uma prioridade (Foto: Getty Images)

Sou psicóloga, escuto e interajo com meus pacientes e aqui não será diferente, por isso acho importante falar um pouco sobre mim. Vou iniciar minha caminhada aqui compartilhando o que penso sobre temas relevantes e o que acho que irá contribuir para a vida do leitor.

Iniciamos outubro e sempre nesse mês agendo minha ginecologista e inicio a marcação dos meus exames de rotina. Entrei nesse tema porque quero dividir com vocês sobre a importância da realização de um check-up todos os anos. Em 2018, num desses exames me deparei com um nódulo, tive que realizar vários exames além da mamografia, ultrassom de rotina e a ressonância magnética. Depois de detectado, o sentimento que surge é de medo e insegurança sobre o que está por vir: será que é benigno ou maligno? Minha médica me pediu outro exame, agora esse seria para fazer a biópsia e nesse mesmo exame já tentar tirar o nódulo.

Pois bem, lá fui eu, na minha cabeça pensei que o que tem que ser, será. A mamotomia não demorou muito, o resultado parecia que eram meses para ficar pronto, a incerteza sobre ele causava insegurança e fez com que eu pensasse sobre várias coisas na minha vida, refletisse, o valor sobre minha família duplicou e as pessoas que estiveram ao meu lado nesse momento foram super acolhedoras, minha psicóloga também foi uma delas.

Depois de uns dias, felizmente o resultado foi negativo!!! Não estava com câncer. Me senti tão aliviada, mas ao mesmo tempo imaginei as mulheres que não tiveram a mesma sorte que eu, pensei como isso mexeu comigo sendo apenas nessa etapa de exames iniciais, por isso resolvi escrever para você que me lê agora e alerto para que não deixe de fazer seus exames!!!

Nada é mais importante que a sua saúde e ela está interligada com a saúde mental. Como estamos próximos ao dia 10 de outubro, Dia da Conscientização Mundial da Saúde Mental, quero trazer aqui o que pensei quando ouvi a médica me dizendo que estava com um nódulo na mama, fiquei pensando se eu não estivesse minimamente preparada para ouvir, pois acho que nunca estaremos, poderia ter entrado numa depressão, poderia não conseguir ter reagido de forma eficiente como fazer tantos exames e correr atrás, mas felizmente tinha essa rede de apoio que me ajudou muito e pude me fortalecer e seguir em frente.

Para podermos ter uma ideia de como a saúde mental está ligada a saúde orgânica, trouxe um estudo realizado pela Universidade da Amazônia em 2020, é uma revisão de literatura que traz que a maioria dos estudos pesquisados por eles revelou que a maior prevalência de depressão foi encontrada na população feminina com idade entre 40 a 60 anos com câncer de mama, isto é, a maior progressão da depressão em pacientes oncológicos é observada nessa população. Isso demonstra que as mulheres têm maior vulnerabilidade em relação a depressão e câncer de mama.

Uma prática que está ligada ao não surgimento do câncer de mama (e eu tive o privilégio de fazer) e faz muito bem para a mente é a amamentação, um artigo mostra que entre os 11 artigos revisados por eles, 10 atestaram o papel da amamentação na redução do surgimento de câncer de mama, tendo esta redução sido maior quanto mais longo o tempo da oferta de leite materno. Sabemos que, às vezes, não é possível amamentar por algum problema ou outro, mas podendo a indicação é oferecer ao seu bebê seis meses de leite materno, isso irá propiciar um crescimento saudável, aumentar a imunidade contra infecções e outras doenças infantis; além de afinar a sintonia entre mãe e bebê, o aleitamento materno promove uma contribuição no vinculo, no desenvolvimento global do bebê e para o adequado desenvolvimento psicomotor, cognitivo e afetivo da criança. Portanto, mãe e bebê se beneficiarão com essa prática. Bom outubro a todos!

Referências:

FATORES QUE INFLUENCIAM NA INCIDÊNCIA DA DEPRESSÃO EM PACIENTES ONCOLÓGICOS E SUAS PRINCIPAIS CONSEQUÊNCIAS: UMA REVISÃO DE LITERATURA. Eveny Victória Siqueira de Nazaré, Suzi Caroline Medeiros da Silva, Marcella Kelly Costa de Almeida. Carla de Castro Sant’Anna. Universidade da Amazônia

RodriguesF. O. S., SilveiraJ. V. F., CostaM. S., TorresG. N., & de FariaI. M. (2021). Amamentação na prevenção do câncer de mama: revisão de literatura. Revista Eletrônica Acervo Científico, 18, e5900. https://doi.org/10.25248/reac.e5900.2021

Gestante com diagnóstico de câncer de mama: prevenção, diagnóstico e assistência / Pregnant with diagnosis of breast cancer: prevention, diagnosis and assistance. Natália Prado, Poliana Loiola, Thalita Guimarães, Elisabete Calabuig Chapina Ohara, Lea Dolores Reganhan Oliveira. Vol 3,n 1, 2020.

O processo de amamentação e suas implicações para a mãe e seu bebê. Mental – ano VI – n. 10 – Barbacena – jan.-jun. 2008 – p. 85-102. Paulo José da Costa