Quem está no controle? Internet e crianças é uma combinação que precisa de cuidado

A internet vivida sem direção é perigosa. Por isso, conduzir a vida online da sua criança, mesmo que à distância, é essencial

Antes de vivermos tantos dias de confinamento em nossas casas e de um isolamento social doloroso para todos,
muitos de nós achavam que as tecnologias apresentavam solução pra tudo. Aí ficou toda aquela situação que você deve ter vivido aí, na sua família: crianças por horas e horas a fio em ambientes online. Claro, a vida ficou quase que totalmente online. Os serviços e soluções online foram uma “Mão na roda” pra muitas famílias. Mas também viraram um problema.

Segurança das crianças navegando na internet (Foto: iStock)

Não só porque, em excesso, a vida online cansa demais. Mas porque principalmente, em relação às crianças, chega uma hora que a gente não sabe mais o que eles fazem ou deixam de fazer na internet. Parece que estão na aula online mas tem um chat aberto pra conversas sobre games. Vão pesquisar dados para a escola nos buscadores e acabam pesquisando assuntos nada próprios pra infância. E aí, na hora que parece que tudo está voltando para o controle, a gente percebe que não sabe o que os filhos fazem na internet. E que agora muitos de nós nem estarão por perto para conferir.

Bem, eu acredito em autonomia para o uso da internet. Mas ela não acontece do dia para noite, muito menos para uma criança e sem a presença de um adulto orientando. Mas como estamos falando de tecnologias, elas podem sempre dar uma mãozinha. Um primeiro passo que ajuda muito a criar limites que garantam mais orientação e proteção das crianças na internet são os Controles Parentais.

Controles Parentais são aplicativos que você pode (e deve) usar sempre que achar necessário criar limites e orientação virtual sobre a vida do seu filho em mares cibernéticos. Porque na internet, sempre alguém estará no controle do que nossos filhos fazem. E se não somos nós, pais e mães, quem são? Posso te garantir que, na maioria das vezes, se o controle na internet foi perdido, isso vai desencadear uma “queda de dominós” na vida da criança. Muito tempo de tela? Ansiedade e irritabilidade! Repertório mal escolhido? Maus hábitos à vista! Atividades sedentárias no game? Problemas de saúde aos montes! E como mudar esse cenário de crise? Usando ferramentas que já estão à sua disposição.

Controle parental é um tipo de ferramenta dessas que a gente desconfia, mas depois que começa a usar não larga mais.  Não, não estou falando de gastar toda a paz e tranquilidade conferindo cada movimento dos filhos online. Mas de promover, mesmo que à distância, uma boa condução da vida online da sua criança.