Saiba como fazer a introdução alimentar

Um bom caminho é experimentar!

Um bom caminho é experimentar! (Foto: Getty Images)

Toda mãe sabe que, até os 6 meses de vida, basta amamentar o bebê para garantir uma boa alimentação. Mas, depois disso, os especialistas recomendam a introdução de alimentos sólidos para complementar o cardápio.

O caminho tradicional é oferecer papinhas e frutas amassadas para a criança. Mas você também pode oferecer alimentos in natura, crus ou cozidos, para o bebê comer como conseguir. A palavra de ordem é experimentar!

Lembre-se de sentar o bebê à mesa, junto com toda a família, para que ele também possa curtir as refeições. Além disso, é legal disponibilizar alimentos que o bebê consiga segurar com as mãos e levar sozinho até a boca.

Cores e formatos variados chamam a atenção das crianças, então aposte neles! E lembre-se de não ficar com medo: todos os bebês de 6 meses ou mais conseguem curtir a experiência, ou seja, eles mastigam e engolem muito bem.

Se o seu filho não quiser a comida, não insista! Proporcione a variedade e aproveite a farra com o bebê.

Isso vai estimular a autonomia desde cedo porque permite a livre escolha de alimentos e quantidades. Estudos concluíram que bebês que se alimentam sozinhos têm menos risco de se tornarem obesos no futuro. Além disso, as habilidades motoras e sociais são treinadas também.

Veja o vídeo e aprenda mais sobre o assunto:

Leia também:

Seu filho recusa algum alimento? Saiba se ele tem fobia alimentar infantil

Sem desculpas para começar a reeducação alimentar na sua casa neste minuto!

De olho no cardápio: como evitar alergias alimentares nas crianças