Este Natal será diferente, isso é uma certeza

Use a sua melhor roupa ou adote o pijamão. Já que não vai ter festão, faça um natal que seja a cara da sua família

Esta semana comecei a entrar nos mercados aqui de Londres com foco diferente, de olho no presunto natalino inglês e nas guloseimas fenomenais que chegam às prateleiras apenas nesta época do ano. Quem poderia pensar que essa loucura duraria até o natal? Que a nossa ceia seria longe da família, e não por opção, assim como foi o nosso primeiro ano aqui na Inglaterra.

Com poucas pessoas, mas muito significado (Foto: Getty Images)

Sei que morando em terra distante ou mesmo bem pertinho, muitas famílias terão um natal mais discreto, digamos, neste ano surreal que foi 2020. E é triste, não é? Pois se isso é a sua realidade e só de pensar já dá vontade de chorar, chora mesmo. Desabafa comigo.

Veja bem, não vim aqui hoje para passar a mão na sua cabeça, dizer que vai ficar tudo bem e que “é só uma noite como outra qualquer”. Isto se você for católico ou celebrar a data, claro. Não sei você, mas natal para mim é simplesmente a noite mais importante do ano no quesito família, vida, renovações. Desculpaê réveillon.

Não gosto de mentir (deixemos Papai Noel fora dessa). De passar por cima. De fingir que não vi, entende? Aplico isso em tudo na minha vida e com esta situação não poderia ser diferente. Inclusive, o próximo que mandar mensagem dizendo que o natal aqui também será “óootimo” vai levar um tapa, com todo o respeito!

Sabe, sempre fui assim e, depois de muito estudo, a teoria reforçou: o melhor sempre a fazer – com nossos sentimentos e o dos nossos filhos – é entender o sentimento, acolher o sentimento e buscar conforto, soluções, emendas temporárias até.

No caso, a emenda temporária por aqui será focar nos pequenos prazeres de um natal que não chega a ser branco como a música americana diz, mas que é geladinho, cheio de luzes e com a minha turma, que por si só já faz um barulhão. Não é por nada não, mas ter três filhos nessas (raras) horas pode ser uma vantagem.

Sugiro foco muito além dos enfeites de mesa e das bandejas de entradinhas prontas para irem ao forno. Sugiro focar na diversão em família, em curtir a noite com quem está aí ao seu lado. Já que não vai ter festão, faça um natal que seja a cara da sua família: com a sua melhor roupa ou ao estilo festa do pijama. As crianças vão amar!

Se tem uma coisa que a pandemia nos ensinou à força foi usar o tempo em casa com criatividade e ver o lado positivo do caos. E por fim, preciso dizer aqui que eu não me acho mentirosa porque eu acredito nele! E não custa, né, pedir ao bom velhinho sabedoria para passarmos sãos por mais essa rasteira. Ah, e já que estamos falando em pedidos: duas doses de vacina também! Uma noite feliz para todos nós.