Vamos começar? 5 mudanças para uma vida mais sustentável

Sem enrolação, que tal colocar a mão na massa e se aventurar por mudanças simples que farão a diferença, pois passam por nossas mãos todos os dias?

São tantas as áreas da vida que exigem de nós uma boa reflexão, um respirar mais profundo para que se assentem e encontrem espaço (ou não) dentro de nós, dentro de casa, na rotina do dia a dia!

É fundamental repensar nossos hábitos para uma vida mais sustentável
É fundamental repensar nossos hábitos para uma vida mais sustentável (Foto: Shutterstock)

Ainda que tudo “corra” a nossa volta, certas decisões merecem mais dedicação. Eu me dei esse tempo lá em 2016, quando descobri que os menores hábitos da nossa Casa não estavam em concordância com a vida boa que tanto queríamos construir.

Nunca mais fui a mesma… Organicamente mudanças começaram a acontecer. Ano passado, ao participar de uma das ações organizadas pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, me deparei com um número expressivo sobre o poder das casas.

Segundo estudos da própria ONU, 2/3 dos gases de efeito estufa gerados hoje, estão direta ou indiretamente relacionados com os hábitos dos lares de humanos deste planeta. Isso quer dizer que o estilo de vida das famílias precisa mudar!

Sendo assim, trago aqui algumas dicas simples e super adaptáveis à rotina da maioria das pessoas. A ideia é promover sempre uma vida de mais conexão com quem somos de verdade. Nós somos natureza. Ainda que estejamos imersos em grande centros urbanos, cada célula do nosso corpo revela sua verdadeira essência.

Essas dicas fazem parte das primeiras mudanças que aconteceram aqui em Casa, quando decidimos viver uma vida de menos impacto negativo no Meio Ambiente. Espero que você curta e consiga trazê-las para sua vida.

  • BUCHA VEGETAL / ESFREGÃO REDE – Lavamos louça diariamente. Ainda que seja na máquina, alguma coisa precisa ser lavada à mão. A bucha tradicional, descartável, feita de plástico, elimina micro-plástico durante todo seu ciclo de vida. Não é reciclada no Brasil. Ou seja, merece ser substituída. Duas opções: 1) Bucha Vegetal, 100% compostável, pode ser enterrada, pois é uma planta. Você encontra na versão natural ou já costurada no formato da bucha convencional. 2) Esfregão de Rede de Pesca. Além de investir na economia circular e, no trabalho de pequenos produtores, impedimos que vá parar no mar, dando uma segunda vida a este material super resistente. ADAPTAÇÃO: Faça a troca somente quando a última bucha tradicional terminar. Será esquisito nos primeiros dias mas, você vai se adaptar. Acredite!
  • MULTIUSO BIODEGRADÁVEL – Os produtos de limpeza podem ser um super problema nas casas onde moram crianças. O que não faz sentido, pois não deveríamos limpar nossa casa com algo que pode trazer danos para nós mesmos, concorda? Além de poluir rios e mares, danificam nossa saúde. Por aqui trocamos vários frascos (um para cada coisa diferente!) por um único Multiuso Biodegradável de verdade. Ele faz desde uma limpeza suave até outra pesada. Tudo vai depender da concentração. Gosto das marcas Garoa e Positiva, mas sei que existem outras bacanas no mercado.
  • SABÃO – Aqui em casa preferimos os de coco ou aqueles feitos de reaproveitamento de óleo de cozinha – mais uma oportunidade de ajudar o comércio local. Se você curtir, pode se aventurar e aprender a fazer o seu. São eficientes e “se dão” muito bem com as buchas citadas acima. Além disso, eliminam o uso dos detergentes tradicionais tão nocivos para o meio ambiente (vale a pena pesquisar).
  • SHAMPOO SÓLIDO – Fiquei fascinada ao descobrir a existência! A possibilidade de lavar o cabelo da família toda sem plástico, nem sulfatos, parabenos, petrolatos, etc., fez todo o sentido. Existem muitas marcas no mercado atualmente. Vale a pena fazer essa mudança e encontrar uma barrinha para chamar de sua.
  • PANO ENCERADO / TOUQUINHAS ALGODÃO – Adeus plástico filme! Tenho pavor. Substituí pelas touquinhas de algodão, que hoje temos na nossa Coleção Gentileza – em vários tamanhos, para potes diferentes. Amo também os paninhos de cera, que nada mais são que tecido de algodão encerado com cera da abelha (ou carnaúba para o veganos). Super eficientes e duráveis.

Aliás, nessa “nova vida” os descartáveis vão perdendo espaço gradativamente. É tão BOM! Quer saber mais sobre esses produtos, existem um mundo “novo” de possibilidades. Pesquise, me envie perguntas nas redes sociais da Casa Sem Lixo e, já aproveito e te convido a conhecer nossa loja colaborativa, o Mercado Sem Lixo.