Check-up da fertilidade: conheça os cuidados para o casal que quer aumentar a família

A realização de exames e adoção de hábitos saudáveis são apenas alguns deles. Saiba quais as medidas para aumentar as chances

Segundo a Organização Mundial da Saúde, 48 milhões de casais sofrem com infertilidade no mundo, número influenciado por uma série de fatores, como idade e doenças do sistema reprodutor. Mas não para por aí, pois até mesmo hábitos realizados diariamente também podem reduzir a fertilidade. Felizmente, existem cuidados que podem ser adotados para aumentar as chances de gravidez.

Descubra alguns hábitos para adotar na rotina que aumentam as chances do casal engravidar (Foto: Shutterstock)

Por exemplo, a busca por um médico especializado é indispensável para casais que estão enfrentando problemas para ter um filho, pois são inúmeras as possíveis causas da infertilidade e o profissional poderá realizar uma investigação através de exames de sangue como hormônios e investigação de deficiências nutricionais, avaliação da reserva ovariana, exames de imagem como ultrassonografia, histerossalpingografia, histeroscopia e ressonância magnética, do sêmen e até mesmo de genética e imunidade para diagnosticar e tratar o problema corretamente.

Porém, os cuidados para melhorar a fertilidade não se resumem apenas ao consultório médico, sendo necessário também que o casal reveja hábitos em seu dia a dia que podem prejudicar as chances de engravidar, como o tabagismo, já que o cigarro contém componentes tóxicos que pioram severamente a qualidade reprodutiva. E o mesmo vale para o consumo excessivo de bebidas alcoólicas.

A alimentação também deve receber atenção, visto que o sobrepeso, além de favorecer o surgimento de doenças que podem atrapalhar a gestação, também possui influência direta sobre a fertilidade. Logo, é importante investir em uma dieta balanceada não apenas para manter o peso sob controle, mas também para fornecer nutrientes necessários pra que as células, inclusive aquelas envolvidas na capacidade reprodutiva, funcionem corretamente.

Casais que desejam engravidar podem também investir no consumo de alimentos como peixes, ovos e sementes, que contam com ácidos graxos que contribuem com o funcionamento adequado dos órgãos reprodutores. O estresse é outro fator que deve ser mantido sob controle, pois causa processos fisiológicos que podem interferir na produção de hormônios reprodutivos importantes, atrapalhando as chances de o casal engravidar.

A mulher também deve ter controle sobre seus ciclos menstruais para conhecer as mudanças do seu corpo e detectar os dias mais férteis, o que pode ser feito com o auxílio de aplicativos e testes de ovulação encontrados em farmácias. Vale lembrar que a fertilidade entra em declínio progressivo com o passar dos anos. Por isso, é importante que as mulheres que desejam ter filhos em algum momento mantenham os exames em dia e fiquem atentas as suas reservas ovarianas, podendo até mesmo buscar um especialista em reprodução humana para congelarem os óvulos de forma a aumentarem as chances de engravidar futuramente.