A importância de ceder com os filhos e a transformação de uma relação de parceria

Pais querem criar para o mundo filhos flexíveis, que estejam prontos para ceder quando necessário. Mas como incentivar as crianças quando falta nos adultos – e pais – essa habilidade?!

Muitas pessoas enxergam as relações com os filhos como relações de guerra e poder. Elas pensam que jamais podem ceder a alguma condição, para não passar uma imagem de fraqueza. E, então, estes filhos, criaturas vis e controladoras saberiam que ganharam a batalha e jamais respeitariam os pais novamente.

Escrevendo dessa maneira, pode até parecer um pouco extremo, mas se você parar para analisar com cuidado, é exatamente assim que funciona para muitos pais e mães. De vez em quando, todos nós caímos na tentação de achar que não podemos ceder. Mas será que não podemos ceder mesmo? Para responder a essa pergunta, precisamos tentar nos colocar no lugar dos nossos filhos e imaginar como as coisas funcionam no dia a dia deles.

Desde o momento em que eles acordam, nós começamos a solicitar que eles cedam. Às vezes, até pedimos gentilmente para eles cederem, mas em outros momentos, podemos ser bem agressivos nesse pedido.

Ceder pode ensinar seu filho a ser flexível com o mundo
Ceder pode ensinar seu filho a ser flexível com o mundo (Foto: iStock)

“Quero comer pão de queijo de café da manhã, papai”, diz ele. “Não tem, filho. Come banana que é melhor para você”, eu respondo. Ou ainda, “Quero ir de bota para a escola!”, ao que digo, ” Filho, bota é só para quando chove.
Você vai de sapato, tá?”.

Vejam só quantas vontades foram negadas ao meu filho em um só dia! Não é de se espantar que, ao longo do dia, nossos filhos vão protestando cada vez mais fortemente. É como se eles estivessem usando toda a capacidade de ceder e atingissem seus limites de flexibilidade.

Justamente nessas horas que costumam acontecer explosões de frustração, crises de choro, ou simplesmente birra. Porque, afinal, essas crianças são muito manhosas e inflexíveis, né? Mas pensando com cuidado, nossos filhos estão
cedendo o tempo inteiro, o dia inteiro, todos os dias. E nós, pais e mães? Nós cedemos?

Quando chega a hora de cedermos, nem pensar! Voltar atrás em uma decisão? Jamais! Então, como ensinar meus filhos a cederem ou serem flexíveis? Cedendo e sendo flexível! Por isso é tão importante ceder eventualmente, para que eles tenham exemplos de que pais e mães também cedem algumas vezes.

Obviamente, não estou dizendo aqui que é para liberar geral, ceder em tudo o que eles oferecerem alguma resistência, e sempre voltar nas decisões que tomamos.

Agora, imagina se você, quase saindo de casa, resolve voltar atrás e deixar seu filho trocar de sapato, mesmo que ele próprio já tenha escolhido o par que calçou. Isso talvez faça com que você se atrase uns 5 ou 10 minutos. Contudo, seu filho estará aprendendo com você que, às vezes, é bom ceder para fazer o bem do outro. Afinal, sendo flexível ajudo meus filhos a serem flexíveis.