Boa Notícia

Arrasou! Artesã cria bonecos que promovem a inclusão e estimulam o respeito

Afinal hora de brincar também é hora de aprender

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

(Foto: Reprodução/Facebook Bottega das Artes de Cristiane Mendonça)

(Foto: Reprodução/Facebook Bottega das Artes de Cristiane Mendonça)

Apesar do nome, brincadeira é coisa muito mais séria do que a gente pensa. Além de nossos filhos se desenvolverem fisicamente e psicologicamente, a hora de brincar  também é hora de inclusão. Pensando nisso, a artesã Cristiane Mendonça, mãe de Samuel e Sofia, criou bonecos de pano que trazem uma característica muito importante: a representatividade. Cristiane produz bonecos de várias etnias e com diferentes tipos de deficiência.

Tudo começou quando uma amiga pediu que a artesã produzisse um boneco para seu filho, Guilherme, que tem Síndrome de Down. A mãe queria que Guilherme tivesse um brinquedo em que ele se reconhecesse. Quando Cristiane foi levar o boneco para a amiga, sua filha, de 6 anos, não parava de olhar para o menino, pois nunca tinha conhecido uma criança com Síndrome de Down. Foi nesse momento que Cristiane percebeu que seu trabalho poderia ser muito importante para a autoestima de várias crianças.

Assim nasceu a coleção de bonecos “Amigos da Inclusão”. “Fui percebendo que os bonecos ajudavam a falar sobre representatividade. Dessa maneira, o brincar lúdico se torna também pedagógico, promovendo a interação social e o respeito às diferenças”, disse Cristiane em entrevista ao BOL.

(Foto: Reprodução/Facebook Bottega das Artes de Cristiane Mendonça)

(Foto: Reprodução/Facebook Bottega das Artes de Cristiane Mendonça)

Além da representatividade, os bonecos podem ensinar para as crianças, desde cedo, sobre diversidade e o respeito às diferenças!

Leia também

Uma aula de representatividade!

No Dia das Crianças, apenas 3% das bonecas à venda em lojas virtuais no país são negras

Quem não ama cinema? Vídeo mostra reação de crianças ao descobrirem que vão assistir Pantera Negra