Boa Notícia

De acordo com DNA viking, mulheres são guerreiras desde o século X

Como se não soubéssemos, certo?

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

viking

(Foto: reprodução/Glbing)

Se você acha que antigamente apenas existiam guerreiros, pesquisadores das universidades de Uppsala e de Estocolmo descobriram que a existência de mulheres nos campos de batalhas na história da humanidade é muito mais antiga do que se imaginava.

Há mais de 100 anos, pesquisadores da Suécia encontraram um corpo do século X identificado como um guerreiro viking de 1,70m. Junto dele, foram encontrados alguns objetos típicos de um líder como um machado, espada, lança, flechas de armadura, faca de batalha, um par de escudos, peças para um jogo de guerra e osso de uma égua e de um garanhão.

No entanto, através de uma nova análise de DNA, descobriram que, na verdade, era uma guerreira de cerca de 30 anos. E se você acha que isso era incomum, várias fontes históricas mostram mulheres participando ativamente em campos de batalhas.

Apesar de ser uma verdade já conhecida pelos pesquisadores, foi a primeira vez que eles encontraram evidências arqueológicas convincentes da sua existência. “O conjunto de evidências indica que ela era uma oficial, alguém que trabalhou com táticas e estratégias e poderia liderar tropas na batalha”, segundo a pesquisadora Charlotte Hedenstierna-Jonson, da Universidade de Estocolmo.

Mas não é nenhum novidade que mulheres ocupem cargos de liderança, como ressalta o professor de história Rafael Resende, “como Cleópatra, que comandou o antigo Egito no século I a.C. e se envolveu em romances com Júlio César e Marco Antônio, Hipácia uma matemática, astrônoma e uma das mais importantes pensadoras da Antiguidade que viveu no século IV d.C. ou até mesmo Joana d’Arc que comandou um exército que contava com cerca de 7 mil homens no século XV. Tudo bem que Joana d’Arc teve que se caracterizar como homem para poder liderar, mas é uma figura feminina de importância inquestionável na história”.

A matéria é do Só Notícia Boa!

 Leia também: 

“Consegui vencer os obstáculos”, diz mãe que cria sozinha filhas de pais diferentes

Reconhecimento é tudo! Pai escreve carta para esposa que fica em casa 

10 atitudes de uma Mulher Maravilha de verdade