Bebês

Por mais pessoas assim: Homem salva mais de 2 milhões de bebês com doações de seu sangue raro

Ele já fez mais de mil doações ao longo de sua vida

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

Untitled-1

(Foto: Divulgação Serviço de Doação de Sangue da Cruz Vermelha Australiana)

O australiano James Harrison já fez mais de mil doações de sangue na Austrália, esse ato ajudou milhões de mães a prevenir uma doença que pode ser fatal nos bebês.

Isso tudo começou quando ele tinha apenas 14 anos. Após uma cirurgia no peito que precisou do sangue de muitas pessoas, ele decidiu que, assim que pudesse, seria doador. Então, assim que completou 18 anos, passou a fazer isso, mesmo tendo horror a agulhas. Depois de alguns anos como doador, os médicos descobriram que ele tinha um sangue com quantidades grandes de um anticorpo raro, capaz de salvar a vida de bebês com a doença hemolítica do recém-nascido (DHRN).

Assim que descobriu isso, durante seis décadas James doou seu sangue e plasma regularmente. Agora, aos 81 anos, ele passou a idade limite para ser doador e realizou sua última doação. Por conta de tudo isso, o australiano ficou conhecido como “o homem do braço de ouro”.

De acordo com cálculos do Serviço de Doação de Sangue da Cruz Vermelha Australiana, James já ajudou a salvar em torno de 2,4 milhões de bebês. Para você ter noção de como o sangue desse senhor é MUITO importante, assim que ele começou a doar ele recebeu um seguro de vida no valor de R$ 2,7 milhões! A gente amou a atitude dele e agradece muito pelo que ele fez com as crianças.

Leia também:

Crianças vestidas de idosos fazem sucesso na internet

Menina e idoso viram melhores amigos e a história deles vai te fazer chorar

Conheça a história de Betina, que troca lacres de latinhas por cadeiras de rodas para idosos

Você gostou desse conteúdo?

Sim Não