Boa Notícia

Vai uma mãozinha aí? 6 dicas para te ajudar na hora da birra em público

Chega de não saber o que fazer

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

(Foto: iStock)

(Foto: iStock)

Se você é mãe, com certeza já passou por isso: você está em público, quem sabe no shopping, no mercado fazendo as compras do mês ou na fila de algum lugar esperando para ser atendido e seu filho decide dar um show. Então você começa a tentar gentilmente acalmá-lo, orando para que o surto dure pouco. Só que ele não dura, e você tem que dar uma bronca nele entre dentes, com um sorriso no rosto e olhos de “se você não parar vai se ver comigo”.

Só que isso não é o bastante, e você começa a suar e pensar em quais podem ser suas opções naquele momento: sentar e chorar, segurar seu filho e tentar contê-lo fisicamente – o que irá apenas piorar a situação – ou ir embora para dar uma bronca nele em um lugar com menos pessoas – mesmo que você precise muito fazer aquelas compras do mercado. De alguma forma, você sobrevive, descobrindo que talvez seja melhor ir embora e voltar aos correios outro dia ou contando com a ajuda de estranhos que ajudam a controlar seus filhos em um avião, como nessa história que contamos há algum tempo.

Qualquer um também já esteve do outro lado, vendo uma mãe sofrer com o xilique do filho, que decidiu naquele momento que agiria da pior maneira possível e sim, isso seria em público. Você com certeza sentiu a dor daquela mãe e quis ajudá-la. Mas como? Seria apropriado se envolver? Pensando nisso, aqui temos algumas coisas que você pode fazer quando uma mãe estiver passando por maus bocados em público.

– Analise a situação para ver se o envolvimento realmente ajudaria ou só adicionaria stress. Se não tiver certeza, pergunte. Pergunte se você pode ajudar a mãe em algo específico ao invés de perguntar se ela precisa em algo no geral. Mesmo se ela não aceitar sua ajuda, ela vai agradecer a oferta;

– Faça pequenos gestos, como por exemplo, abrir portas;

– Olhe para ela simpaticamente e dê a ela palavras de encorajamento e reafirmação, assim como gostaria que fizessem com você. Compaixão é muito apreciada nesses momentos;

– Sinta-se a vontade para comprar café para ela quando você perceber que ela está cansada e que a situação está difícil, ela pode realmente precisar;

– Se identifique como avó, mãe de três ou tia de uma criança de 7 anos que você está tentando ajudar. Ela quer saber que você tem experiência e não apenas um estranho querendo julgar ela e seu filho,

– INTERVENHA se a criança estiver colocando-os em perigo, como por exemplo, correndo no meio da rua.

Com essas dicas, você pode fazer o dia das mães muito melhor. Espalhe carinho por aí!

Leia mais: 

Menino faz birra no aeroporto e mãe recebe ajuda inesperada

Este professor ajudou a distrair os filhos de aluna para que ela terminasse prova final

História emocionante: mãe de quatro meninas recebe ajuda inesperada

Você gostou desse conteúdo?

Sim Não