Boa Notícia

Vem ver já a reação dos meninos que foram encontrados em caverna tailandesa. Tá preparada?

Os adolescentes haviam desaparecido dia 23 de junho e ficaram 10 dias sem comer, mas no final deu tudo certo!

Gabrielle Molento

(Foto: Reprodução do Facebook)

(Foto: Reprodução do Facebook)

No dia 23 de junho, doze adolescentes de um time de futebol, entre 11 e 16 anos de idade, e seu treinador desapareceram na Tailândia. Mas como? Bom, eles saíram para uma excursão pelo complexo de cavernas de Tham Luang, no parque florestal Khun Nam Nang Non, no norte da província de Chiang Rai e ficaram presos depois de uma forte chuva que inundou o local.

Depois de 9 dias de busca e da mobilização de uma equipe com mil socorristas de diversos países – sendo 17 deles experientes em resgate e sobrevivência da Força Aérea dos Estados Unidos e três especialistas de mergulho em cavernas da Grã-Bretanha – os 13 foram encontrados em bom estado de saúde, apesar de terem ficado todo esse tempo sem comer. Ufa!

(Foto: Reprodução Vídeo Youtube)

(Foto: Reprodução Vídeo Youtube)

A equipe que chegou ao time é composta por 10 soldados e um médico militar e ficará com o grupo até que todos sejam resgatados da caverna. Para que isso aconteça, os jovens e o treinador precisam recuperar sua força. Uma das possibilidades de resgate é ensiná-los a mergulhar com cilindros de oxigênio, já que o percurso até a saída tem 3 km, é estreito e está inundado. As outras duas são: drenar a água da caverna e esperar uma trégua das chuvas ou encontrar aberturas naturais.

A alimentação deles por enquanto é a base de suplementos energéticos e vitaminas e as autoridades acreditam que o resgate pode durar de uma semana até alguns meses. Os familiares dos jovens estão acampando ao redor do complexo e a marinha tailandesa cedeu algumas imagens deles bem animados, olha só:

Leia mais:

Parece ficção, mas não é! Para salvar criança, africano escala prédio em menos de 30 segundos

Boa notícia! Pacientes com Alzheimer apresentam melhoras após terapia com bonecas

Boa notícia: exame promete diagnosticar espectro autista em bebês de 3 meses

Você gostou desse conteúdo?

Sim Não