10 ganhadores do prêmio Jabuti de livros infantis

Esses livros conquistaram crianças e o prêmio mais importante de literatura infantil no Brasil

-Publicidade-

Não tem nada mais gostoso do que ler para uma criança e ver a expressão de felicidade a cada história. Para ajudar a aumentar a sua biblioteca e deixar o seu filho ainda mais feliz, listamos 10 livros infantis que ganharam o Prêmio Jabuti na última década.

Bichos que existem & bichos que não existem, de Arthur Netrovski, da Editora Cosac Naify, ganhador do prêmio em 2003. O livro foi inspirado nas obras poéticas do francês Francis Ponge. O autor mistura mitos gregos com elementos do folclore brasileiro para apresentar os diferentes bichos que fazem parte do mundo.

-Publicidade-

Fábulas do amor distante, de Marco Túlio Costa, da Editora Record, ganhador do prêmio de 2004. O livro conta a história de duas sombras que foram flechadas por um cupido vesgo e atrapalhado, em um baile de carnaval. E depois dessa trapalhada, as sombras precisam manter os seus donos juntos a qualquer custo para que eles se apaixonem.

Muito Capeta, de Angela Lago, da Editora Cia das Letras, ganhador do prêemio de 2005. Maria Valsa é uma menina que adora dançar e, sem querer, acaba escolhendo o par errado na festa e deixando o par encantado por ela.

Um garoto chamado Roberto, de Gabriel Pensador, da Editora Hip Hop Brasil, ganhador do prêmio de 2006. O primeiro livro do cantor, conta a história de um garoto chamado Roberto que morava em uma vila sem água e gás, mas não se importava com isso, pois brincava nas águas do velho rio e subia na jabuticabeira do bairro. Mas toda essa história muda quando o menino descobre que tem algo de diferente e precisa aprender a lidar com isso.

Lampião&Lancelote, de  Fernando Vilela, da Editora Cosac Naify, ganhador do prêmio de 2007. O livro conta o estranho encontro do cangaceiro mais famoso do nordeste, Lampião, com um dos cavaleiros medievais da Távola Redonda do Rei Arthur, e as batalhas que esses dois travam durante toda a história.

Sei por ouvir dizer, de Bartolomeu Campos de Queiroz, da Ed Edelba, ganhador do prêmio de 2008. Que tal ter 3 pares de óculos: um para perto, um para ver de longe e o último para encontrar os outros dois? Esses óculos surpreendentes, que mostram o passado, o presente e o futuro trazem uma reflexão divertida para aqueles que os usam.

A invenção do Mundo pelo Deus Curumim, de Braulio Tavares, da Editora 34, ganhador do prêmio de 2009. O autor usa contos indígenas e fábulas misteriosas para explicar a criação do mundo como o conhecemos hoje em dia.

Os herdeiros do Lobo, de  Nelson Cruz, da Editora SM, ganhador do prêmio de 2010. O narrador da história relembra as origens da família através do seu avô materno, um imigrante italiano que adorava contar casos fantasiosos. Em um desses contos, o garoto descobre a família do seu  Amarante Lobo, um ser estranho que foi recebido pela sociedade.

OBAX, de  André Neves, da Brinque-book com a editora de livros Ltda, ganhador do prêmio de 2011. A história se passa na África e foi inspirada no livro African canvas, the art of west african women e nas fotos da Margaret Courney-Clarke.

Benjamin: Poemas com desenhos e música, de Biogio D´Angelo, da Editora Melhoramentos, ganhador do prêmio de 2012. O protagonista Benjamim é uma criança que está vivenciando alegrias e descobertas da infância, e que aproveita para narrar essas experiências com a sensibilidade da poesia, desenho e música.


-Publicidade-