Criança

5 dicas para ajudar o seu filho a não pirar com a matemática

A maioria das crianças tem dificuldade com a matéria, mas aqui tem um guia sobre como auxiliar as crianças

Giovanna de Boer

Giovanna de Boer ,filha de Karen e Christiano

Ajude o seu filho a melhorar o desempenho com a matemática (Foto: GettyImage)

Sempre tem aquela matéria na escola que o seu filho vai pior, e geralmente é matemática, né? Reforço, exercícios extras e até mesmo aulas particulares podem tirar o sono dos filhos e dos pais também.

E se eu te disser que tem como melhorar o desempenho do seu filho com brincadeiras e vídeos no YouTube?  Você sabia que a matemática está presente na música, em histórias, nos esportes e em diversos momentos do dia a dia? O Professor Ferretto maior influenciador de matemática da América Latina dá dicas de como tirar a máscara de vilã da matemática.

Um relatório do doutor Jack Shonkoff, da Universidade de Harvard, nos EUA, explica que no cérebro do bebê é formado por cerca de 700 neurônios por segundo nos primeiros cinco anos de vida. E nos três primeiros anos, nosso cérebro cresce cerca de 80%, esse número triplica ao decorrer dos anos e são estabelecidas bilhões de novas conexões nervosas. Desta forma, a infância é o período que melhor pode se estimular o potencial do cérebro humano.

Nesse momento, estímulos externos fazem toda a diferença, isso acontece por meio da música, esportes, socialização, leitura e prática de atividades lúdicas e educativas. Por isso, a matemática precisa ser exercitada ao longo da infância para não virar um problema no futuro. Mas como fazer isso?

O Professor Ferretto, dá dicas de como ajudar o processo de dificuldade em algo legal.

1 – Não coloque a matemática como vilã

Já é comum nas escolas dizerem que a matemática é muito difícil e que precisa ter cuidado com ela:  “Isso é um mito que pode fazer as crianças crescerem influenciadas de maneira negativa. Se os pais têm medo, a criança também terá’’, explica o professor Ferretto. É papel dos pais transmitir confiança para o filho encarar a matemática como uma disciplina como qualquer outra.

2 – Faça brincadeiras estimulantes

Torne a matemática parte do dia a dia do seu filho por meio de brincadeiras. As crianças aprendem muito quando estão brincando, um bom exemplo de como fazer isso é através da música, ela ajuda a melhorar a sensibilidade, a capacidade de concentração e a memória, trazendo benefícios ao processo de raciocínio matemático. O Professor Ferretto explica que essas brincadeiras vão além do entretenimento e ajudam a desenvolver o raciocínio lógico matemático, como a simples contagem de uma sequência de notas musicais.

3 – Utilize de histórias

Crianças são apaixonadas por histórias. Existem muitos livros que contam uma história envolvente e que estimulam o raciocínio matemático. “Livros podem levantar questões que envolvem quantidades, medidas, noções de espaço e muito mais. Isso ajuda a o seu filho a se familiarizar com problemas e noções básicas matemáticas”, aponta o professor.

4 – Dia a dia

Proporcione estímulos diários para os seus filhos envolvendo assuntos que fazem pare do cotidiano dela relacionados a somar e subtrair. E se achar que o seu filho mandou bem, você pode recompensar ele com um presente, um passeio ou um abraço. “Crianças são curiosas, e isso é ótimo se direcionado ao aprendizado. Usar artifícios da sua rotina ajuda a desenvolver a familiaridade com problemas envolvendo matemática”, concluiu Ferretto.

5 – Apoio

Mostre para o seu filho de que ele  não está sozinho, ajude, converse, faça ele perceber que é capaz de resolver qualquer problema.  “Todos têm a capacidade de aprender e fazer escolhas, estímulos vindos daqueles que se admira e se tem como referência são o apoio necessário para dar confiança e determinação para seguir em frente e não desistir”, comentou o professor.

Estimular a matemática durante a infância e adolescência do seu filho faz toda a diferença para que no futuro ele não venha a ter “bloqueios” com a matemática. “Mais do que um exercício diário, ele é fundamental para o desenvolvimento escolar e social, a matemática precisa ser vista como uma aliada e não como inimiga”, conclui o professor.

Sobre o Professor Ferreto

(Foto: Reprodução/ Instagram @professorferretto)

ele é o maior influenciador de matemática do Brasil, com mais de 2 milhões de inscritos no Youtube. O canal proporciona a milhares de estudantes a oportunidade de aprender e se desenvolver na matemática, desde o nível básico até a matemática do ensino superior. O acesso aos conteúdos do canal é gratuito, e também há cursos que podem ser adquiridos no site. Em seu blog, o professor também dá dicas para entender a matemática de forma prática e sem complicação.

Leia também:

Relato de mãe: “Por que eu digo aos meus filhos que não quero que eles sejam perfeitos”

Luana Piovani briga com o filho e faz desabafo sobre culpa: “Mãe também erra”

MEC anuncia criação de 108 escolas militares e pretende levá-las para todos os estados