Criança

7 motivos que mostram que meninas não são mais fáceis de criar do que meninos

Nem tudo são flores

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

(Foto: iStock)

(Foto: iStock)

Muita gente pensa que menino é muito mais difícil de lidar e educar com toda aquela testosterona e barulho do que as meninas. A gente já imagina logo toda aquela energia acumulada, a sujeira e os cheiros estranhos, mas quem tem menino em casa, sabe que não é bem assim que funciona.

Eles podem sim ser barulhentos e cheios de energia e, às vezes, realmente podem trazer cheiros estranhos pra casa, mas, ao mesmo tempo, criam um relacionamento muito mais fácil e leve do que meninas.

Claro que não é regra, mas algumas características dificultam um pouco a vida do lado das meninas.

1. São emotivas. Meninas pequenas têm grandes sentimentos. E pode ficar cada vez pior, na fase da adolescência elas ficam ainda mais sensíveis e bravas, tudo ao mesmo tempo. E você acaba tendo apenas duas opções: rir ou ceder.

2. Drama. Talvez sejam os filmes da Disney ou os cuidados excessivos, mas as meninas podem fazer um belo de um teatro quando querem algo ou ficam chateadas.

3. O guarda-roupa. Meninas geralmente adoram roupas, tanto de usar quanto de comprar. Tem a idade das fantasias, a idade de usar rosa, a idade de usa preto. Tem fase pra tudo e você raramente tem a chance de escolher qualquer item.

4. Não desistem. Quando querem algo, vão fazer de tudo para conseguir, seja com argumentos ou choros e gritos. Você pode dizer ‘não’ várias vezes, isso não quer dizer que ela vai desistir.

5. As amizades. Na mesma intensidade que se amam, no próximo segundo se odeiam. E isso é complicado. Querem sair da escola, mudam de amiga, se arrependem e no dia seguinte já estão dormindo uma na casa da outra. Às vezes, criam uma política da amizade sem nem ao menos saber o que é política.

6. Elas se tornarão adolescentes um dia. E então todos os itens anteriores se intensificarão.

7. A caminhada. Elas podem ser difíceis, mas a vida com elas é muito mais doce. É uma rotina louca cheio de altos e baixos, mas sempre com muito amor e carinho.

 

Leia também:

Futebol também é coisa de menina 

Menina de 8 anos fica indignada com diferenças entre roupas femininas e masculinas 

Menino ou menina? Como lidar quando o sexo do bebê não é o que você queria