Criança

A frase “engole o choro” pode causar frustrações emocionais que você nem imagina

É importante entender

Nathália Martins

Nathália Martins ,Filha de Sueli e Josias

bedtime-tears-picture-id477223584

(Foto: iStock)

Vamos por partes. Primeiro, filho faz birra e, geralmente, aquele “ataque” vem seguido de choro. Ou uma baita bronca pode acabar do mesmo jeito, choro. Mas olha só, se você tem a mania de soltar a frase “Engole esse choro!”, pode dar um passo para trás e mudar isso, já.

Descobrimos que dar esse comando para a criança acaba reprimindo toda tristeza e raiva. E então, você cria uma pessoa reprimida, com dificuldades em lidar com seus sentimentos. “A gente passa a mensagem de que a criança não pode demonstrar o que está sentindo”, explica a psicóloga Livia Marques, mãe da Maria e Miguel. Entenda que o choro é o meio que a criança encontra para se comunicar. Reprimir traz consequências no futuro que podem ser prejudiciais a todos.

Segundo, você não é a única. Isso surge, geralmente, naquele momento de nervoso e que você precisa (e deve) parar, respirar e ter a paciência de um mundo. Te entendemos.  Muitos pais fazem isso por impulso e esquecem que é essencial permitir que a criança chore pois, de acordo com a ciência, isso está relacionado ao instinto de defesa humano e é uma forma de comunicação que expressa desde de dor até prazer. Chorar é bom. Faz bem! Claro, não seja radical, não acreditamos que deixar o filho chorar por muito tempo é a saída. O equilíbrio é o caminho do meio, sempre com muito amor. E a gente sabe que você tem de sobra! Afinal, mãe é mãe.

Pensando assim, a maneira certa de lidar com o choro da criança é apenas escutar e ficar perto, sem tentar consolar com alguma coisa. “Nós quem temos que ensiná-los a lidar com essas questões”, conta Livia. Deixe seu filho sentir aquele momento e demonstre empatia, dizendo frases que façam com que a criança se sinta compreendida: “Eu sei como você está se sentindo, isso também já aconteceu com a mamãe”.

Vale ressaltar que pedir ajuda a um profissional se o choro for frequente e exagerado pode ajudar.

Leia também:

O que pode estar por trás do choro do seu bebê

Tradutor de choro? Conheça um aplicativo que pode ajudar

5 maneiras geniais de acalmar o choro das crianças

Você gostou desse conteúdo?

Sim Não