Criança

A língua secreta das crianças

Saiba o que o comportamento dos seus filhos quer dizer

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

LINGUA-SECRETA_shutterstock_268335659

Seu filho está começando a se tornar um pequeno formador de opinião. Na verdade, ele está se tornando um pequeno chefe – ela te diz onde quer sentar, qual calça irá usar e o que ele irá querer de almoço. Mas quando se trata de falar sobre suas emoções e sentimentos ele ainda parece um bebê aprendendo as primeiras palavras. Por isso, revista norte-americana Parents falou com alguns especialistas para ajudar a decifrar o que as crianças estão escondendo por trás das poucas palavras e linguagem corporal.

A criança não te olha nos olhos

Tradução: “Eu estou com vergonha”

Quando um bebê evita seu olhar, ele está dizendo que está sobrecarregado e precisa de uma pausa de ser a estrela do show. Quando isso acontece a partir dos 2 anos quer dizer que a criança já pode estar expressando algo como vergonha. Por exemplo, ela sabe que você está bravo por ela ter aprontado. “Quando uma criança se recusa a olhar para você, isso significa que ela percebe que suas ações podem ter desapontado você”, diz o psicólogo Kristin Lagattuta, PhD, professor assistente do Centro de Cérebro e Mente da Universidade da Califórnia, em Davis.

Sua reação: Reconheça o que seu filho fez de errado em frases simples, curtas – “Nós não desenhamos nas paredes”, “Nós não brigamos com o irmão” – e ofereça uma maneira de fazer isso direito. “Você quer que ela saiba que todos cometem erros, às vezes, mas é importante tomar medidas para reparar os danos”, diz o Dr. Lagattuta.

Ele quer levar todos seus bichos de pelúcia para a cama com ele

Tradução: “Estou com medo”

Há não muito tempo atrás seu bebê era apenas embalado e dormia tranquilamente. De repente, ele pede para levar vários objetos de conforto para dormir a cada noite. “Essa é a idade em que a imaginação de uma criança vai longe e ele começa a ter pesadelos e preencher os armários com monstros”, explica Kerstin Potter, diretor do programa de educação infantil em Harcum College, no Bryn Mawr, na Pensilvânia. “Manter objetos familiares nas proximidades faz com que seu filho se sinta seguro ao dormir ou ao acordar no meio da noite.”

Sua reação: Aos dois anos de idade a imaginação de seu filho pode ser realmente fértil – os monstros que ele imagina são incrivelmente reais na cabeça dele, então não ajuda mostrar para ele que não há nenhum monstro no armário. “Eles acham que você não pode ver monstros”, afirma Potter. Então deixe com que ele se cerque do que o deixar confortável, se você ficar preocupado com a quantidade de objetos que ele escolheu em levar para a cama, peça para que ele decida entre três bichos de pelúcia, por exemplo.

Ele cobre a cabeça com a blusa quando conhece alguém novo

Tradução: “Estou ansioso”

Pense na última vez em que esteve num evento no qual você não se sentiu confortável. Você provavelmente teve de convencer a si mesmo de que aquilo não era nada demais. Por isso, considere o comportamento do seu filho como adequado para a sua idade. “Seu filho provavelmente ainda não está confiante o bastante para lidar com seu nervosismo ao conhecer novas pessoas”, afirma Lisa Nalvem, pediatra do Centro de Desenvolvimento Infantil, em Ridgewood, new Jersey. “Alguns crianças se escondem atrás de suas roupas ou puxam as calças, enquanto outras vão se agarrar nas suas pernas, chupar o polegar ou cair no chão para tentar esconder o rosto”.

Sua reação: Gentilmente, persuada sua criança a sair de seu escudo. “As crianças olham para seus pais em busca de pistas sobre a forma que devem reagir a novas situações” diz o Dr. Nalve