Criança

Absurdo! Cuidadora de creche é acusada de causar 12 fraturas em bebê de 2 meses

O caso está sendo investigado pela polícia dos Estados Unidos

Nathália Martins

Nathália Martins ,Filha de Sueli e Josias

(Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

Jessy Joy Wiese, uma cuidadora da creche Joyous Montessori, no Texas, Estados Unidos, está sendo acusada de quebrar os ossos da costela de Kairo, um bebê de 2 meses.

Após algum tempo frequentando a mesma creche, os pais da criança notaram um hematoma no corpo de Kairo e decidiram tirar satisfações com os responsáveis. Eles interrogaram uma das cuidadoras que ficava com o bebê e ela argumentou que a marca era de nascença. Claro que a desconfiança só aumentou.

“Uma marca de nascença que os pais nunca tinha visto? Depois, ela disse que foi um machucado que aconteceu durante uma troca de fraldas. Não caí nessa, então, imediatamente, decidi levá-lo ao médico”, contou o pai do bebê, Donovan Grant, em entrevista ao canal Fox 4.

Ao realizar todos os exames pedidos pelo pronto-socorro, o pai e a mãe, Ariel, tiveram uma notícia horrível: o menino tinha 4 costelas, o calcanhar e o fêmur fraturados. Um absurdo! Eram 11 fraturas ósseas no total e uma marca no pulso que indicava uma fratura em recuperação.

O casal decidiu denunciar a escola para a polícia e descobriu que existem mais outras 2 denúncias com a mesma cuidadora na creche. A mulher foi demitida da escola e o caso já está sendo investigado pelas autoridades.

“É devastador. Você quer proteger tanto o seu filho. E aí, quando acha que está fazendo isso ou que você encontrou uma escola Montessori em que você confia, acontece isso… Estou sem palavras”, disse a mãe.

Leia também:

Mãe abandona filha de 4 anos na creche e não volta para buscá-la

Creche pede para pais