Alerta! Criança contrai coronavírus após brincar 10 minutos com cobertor infectado

Em Pequim segundo as autoridades de saúde da capital, foram registrados 158 novos casos de Covid-19 em apenas sete dias, desde que o pai de um aluno da escola primária testou positivo

Resumo da Notícia

  • Isso ocorre em meio a um novo surto de coronavírus em Pequim
  • Acredita-se que menino de 2 anos tenha contraído o vírus depois que a mãe, uma professora da creche, o levou à sala de aula
  • Quatro crianças com idades entre 2 e 10 anos e seis adultos foram infectadas
Em Hebei foram registrados 158 novos casos de Covid-19 (Foto: Getty Images)

Pesquisadores de Pequim informaram que uma criança testou positivo para o coronavírus depois de brincar no cobertor de uma menina infectada por apenas 10 minutos. Segundo o Mirror, acredita-se que o menino de 2 anos tenha contraído o vírus depois que a mãe, uma professora da creche, o levou à sala de aula no dia 11 de junho. Ele teria passado 10 minutos brincando com o cobertor de uma aluna de 6 anos, que havia testado positivo.

-Publicidade-

O menino fez o teste no dia 15 de junho, após mostrar sintomas como febre leve, segundo a Comissão Provincial de Saúde de Hebei. Autoridades disseram que a menina deu positivo em 14 de junho, após alguns membros da família ficarem doentes. Ela e a mãe foram infectadas pelo pai e pela avó, que trabalham como fornecedores no mercado de Xinfadi, no distrito de Fengtai, em Pequim.

Quatro crianças com idades entre 2 e 10 anos e seis adultos foram infectados. Os casos estão sendo vinculados ao Mercado Atacadista de Produtos Agrícolas Xinfadi de Pequim. O mercado atacadista de Xinfadi fornece 70% dos produtos agrícolas frescos de Pequim e é cerca de 10 vezes o tamanho do Mercado Atacadista de Frutos do Mar Huanan de Wuhan, onde o surto original começou.

-Publicidade-

 

Segundo as autoridades de saúde da capital, foram registrados 158 novos casos de Covid-19 em apenas sete dias desde que o pai de um aluno da escola primária deu positivo em 11 de junho e se tornou o primeiro novo paciente em quase dois meses. Os portadores assintomáticos continuaram sendo encontrados nos testes diárias, mas as autoridades de saúde chinesas não contam aqueles sem sintomas da doença, como infectados.

 

-Publicidade-