Após passar por três transplantes de fígado, menina realiza sonho de ir à escola pela primeira vez

Aos 4 anos e depois de mais de oito meses internada, a pequena Hannah Wallace contrariou todas estatísticas médicas e é considerada um verdadeiro milagre

Resumo da Notícia

  • Hannah Wallace, de 4 anos, vai pela primeira vez à escola
  • Depois de passado por 3 macro-cirurgias e oito meses no hospital
  • Mais animada com a escola do que sua mãe, só ela mesma!

Essa é uma daquelas histórias de superação de aquecer o coração. Depois de ter passado mais de oito meses de sua vida em um hospital, Hannah Wallace, de 4 anos, passou por três transplantes de fígado e outras centenas de procedimentos para que pudesse sobreviver. Ela desafiou todas as estatísticas e depois de tudo isso, enfrentou o primeiro dia de aula.

-Publicidade-

Com muito orgulho, Amanda, a mãe da menina, demonstra a coragem da garota, que após tantas batalhas ganhas agora passa por mais uma: a escola. Apesar de sempre torcerem pelo melhor, Amanda e o marido, Tom, contam que não imaginavam que esse dia (o primeiro dia de aula de Hanna!) chegaria.

Hannah internada após uma das cirurgias. (Foto: Reprodução / The Sun)

Nascida com Atresia Biliar, com apenas 3 meses de vida, Hanna passou pela primeira grande cirurgia. No entanto, o procedimento não melhorou o funcionamento do fígado da bebê, fazendo com que a pequena entrasse na lista de espera para transplante com apenas 5 meses. Amanda, como tentativa de salvar a filha, doou um pedaço do próprio fígado à menina. Mas isso também não deu certo, colocando-a na lista, e dessa vez de urgência para um transplante.

-Publicidade-

Uma semana depois a família recebeu a tão esperada ligação de que haveriam encontrado um correspondente para Hannah, fazendo com toda família corresse para o hospital para que a menina realizasse a segunda operação de transplante. Mas, infelizmente as noites agonizantes da família no hospital não foram pagas com um final feliz e sim com a menina voltando para lista de espera para mais um fígado.

“Passamos semanas ao lado da sua cama no hospital rezando por um milagre, Tom e eu perdemos as contas do número de vezes que pensamos que poderíamos ir embora sem a nossa preciosa garotinha”, disse Amanda ao The Sun.

Hannah, ainda no hospital, sem nunca perder a alegria. (Foto: Reprodução / The Sun)

Quando o telefone tocou pela segunda vez, em dezembro de 2018, os pais souberam que haviam encontrado outro fígado compatível para Hannah, e quando ela saiu da sala de operação a família voltou a sonhar com um futuro, que acreditavam ser cada vez mais possível.

Com as “malas de hospital” prontas desde 2019 e depois de outras duas cirurgias no começo deste ano,  Amanda diz que Hannah está finalmente pronta para ir à escola.

Pronta para o primeiro dia de aula. (Foto: Reprodução / The Sun)

Mais animada do que a mãe, somente a filha, que mesmo pequena e pesando apenas 12.5 kg,  é mais corajosa do que muitos adultos, e como diz a própria mãe: “Ela compensa seu tamanho com muito amor e diversão”.

-Publicidade-