Criança

Aprenda a identificar os sintomas da apneia do sono na criança

Ronco alto é o primeiro sinal

Jéssica Anjos

Jéssica Anjos ,filha de Adriana e Marcelo

(Foto: iStock)

(Foto: iStock)

Sim, apneia do sono é comum em crianças – até bebês. Segundo o médico Gustavo Moreira, pediatra especialista em sono, filho de Marília e Antônio Claudio, os sintomas são difíceis de identificar durante o dia porque a maioria acontece durante a noite. “O sintoma principal é o ronco. Aquele barulho alto que você ouve a cada respiração”, explica.

Se o ronco do seu filho é seguido por uma respiração trabalhosa, ofegante, e ele chega a engasgar algumas vezes é hora de acender o alerta! “Crianças com apneia do sono tentam encontrar uma posição confortável para dormir, sempre tentando deixar a garganta mais aberta e também costumam suar muito”, exemplifica Gustavo.

Apneia do sono é parar de respirar. Enquanto a criança dorme ocorre uma obstrução na faringe. De acordo com o especialista, quando a criança dorme a estrutura da garganta fica estreita chegando a fechar completamente algumas vezes impedindo a entrada de ar, por isso acontecem alguns engasgos no decorrer do sono. “Quando a pessoa não consegue mais respirar o cérebro a desperta”, comenta.

É papo sério

A apneia pode provocar alterações das funções cerebrais na criança. Ela fica mais agressiva e hiperativa. “Gera uma falta de atenção que chega a prejudicar o rendimento escolar”, diz o pediatra. Mas o paciente raramente nasce com o problema, o especialista explica que a doença é mais comum entre 3 e 7 anos de idade.

O diagnóstico é feito através de um exame chamado polissonografia, funciona assim: a criança dorme no hospital e é monitorada por alguns aparelhos. “Gravamos tudo num sistema digital para ler depois se saber se há apneia do sono ou não”, comenta Gustavo.

Como tratar 

Segundo o pediatra, tudo depende dos fatores de risco. Porém na maioria dos casos a remoção das amígdalas resolvem o problema. Um tratamento odontológico também às vezes faz parte do processo de tratamento, porque as crianças com apneia do sono geralmente tem mordida cruzada posterior por respirar pela boca. “A utilização de um aparelho ortodôntico na arcada superior pode, além de consertar a mordida, melhor a respiração aumentando o tamanho do nariz”, comenta o especialista.

Leia também:

5 armadilhas para evitar na hora de treinar o sono do seu bebê

10 dicas para colocar em ordem o sono das crianças

8 dicas para você entender o sono do seu bebê