Criança

Até os 8 anos seu filho precisa da sua ajuda na escovação dos dentes

A coordenação das crianças ainda não é capaz de fazer uma limpeza eficaz

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

happy-family-mother-and-daughter-child-brushing-her-teeth-toothb-picture-id509290214

(Foto: iStock)

Assim que o primeiro dente do bebê aparece já está na hora de começar a higienização da boca. Durante o processo de escovação, os pequenos vão crescendo e aprendendo como fazer, porém, especialistas orientam que essa limpeza diária deve ser feita com o auxílio dos pais até os oito anos. Isso porque até essa idade estima-se que a coordenação motora da criança ainda não esteja desenvolvida o suficiente para escovar os dentes sozinha de forma eficaz.

De acordo com a odontopediatra Natália Teixeira, do Portal Pedline, é necessário estimular o desenvolvimento da coordenação. Por isso, é bom deixar a criança escovar sozinha também, mas reforçar a escovação depois. A dentista enfatiza que assim que os dentes começarem a ficar mais próximos, o uso do fio dental é indispensável e que a limpeza deve ser realizada pelo menos três vezes por dia.

Para as crianças, a escova deve ser pequena, com cerdas macias e em pelo menos duas das escovações do dia deve ser utilizada a pasta com flúor na concentração padrão. “Caso a criança vá para a escola, os pais devem optar para que a escovação em ambiente escolar seja com pasta sem flúor, já que fica mais difícil controlar a quantidade de pasta que a criança vai utilizar”, comenta Natália. Até os quatro anos, a quantidade em que a pasta deve ser usada é no máximo do tamanho de um grão de arroz, após os quatro anos, utilizar o tamanho de um grão de ervilha como medida.

Não há necessidade de higienização diariamente antes do aparecimento dos dentes. “Esta limpeza pode ser mais esporádica. Esfregar a mucosa com frequência pode favorecer o aparecimento de fungos e bactérias na boca do bebê. Estudos mostram que limpar a mucosa do bebê não traz benefício algum. O leite da mão em imunoglobulinas que protegem o bebê, então, quanto mais tempo elas ficarem na boca, mais vão proteger a criança”, esclarece a odontopediatra.

Leia também:

Seis erros que devem ser evitados ao escovar os dentes

Escovar os dentes sem segredo

A guerra para escovar os dentes

Você gostou desse conteúdo?

Sim Não