Babá é suspeita de queimar criança de 3 anos com ferro de passar roupa em Minas Gerais

O caso aconteceu em em Patos de Minas, no Alto Paranaíba e, depois do depoimento da menina, a babá se tornou a principal suspeita

Resumo da Notícia

  • Babá é suspeita de queimar criança de 3 anos com ferro de passar roupa
  • Ela se tornou suspeita depois de uma frase que a menina falou enquanto estava no hospital
  • O caso aconteceu em em Patos de Minas, no Alto Paranaíba

Uma criança de 3 anos foi internada no Hospital Regional Antônio Dias, em Patos de Minas, no Alto Paranaíba, com queimaduras nos pés, nas mãos e nas nádegas. A principal suspeita dos machucados é a babá da menina, de 27 anos. Em um depoimento, a criança chegou a falar sobre a babá. “Aquela mulher é muito má, ela me queimou com ferro”, contou a garota.

-Publicidade-

A Polícia Militar foi acionada depois que conselheiros tutelares encontraram a menina com uma queimadura, nas nádegas, em formato de “v”, semelhante a ponta de um ferro de passar roupas. Ela também tinha queimaduras nas mãos e nas solas dos pés.

Babá é suspeita de queimar criança de 3 anos com ferro de passar roupa em Minas Gerais
Babá é suspeita de queimar criança de 3 anos com ferro de passar roupa em Minas Gerais(Foto: Getty Images)

Em um depoimento dado ao jornal local O Tempo, a mãe da garota contou que na última sexta-feira, 25 de fevereiro, ela deixou a filha com a babá e saiu para trabalhar. Quando voltou, percebeu que a criança estava com queimaduras nas solas dos pés e muitas pomadas. Depois percebeu que a filha estava com as queimaduras em outras partes do corpo e alguns machucados no rosto.

A mãe, então, preocupada, decidiu levar a filha para uma Unidade de Pronto-Atendimento (UPA), onde foi orientada a procurar um hospital. O pai da criança foi conversar com a babá e chegou a ir até a casa dela, mas a funcionária não falou nada sobre o ocorrido.

Em depoimento aos policiais, a menina contou que a mulher era má e havia a queimado. Os policiais foram até a casa da babá e ela negou o crime. Na versão dela, a criança se queimou em barras de ferro que estavam no quintal da casa. Ela disse que também não reparou que a menina estava com machucados no rosto. A criança teve queimaduras de 2º grau e precisou ficar internada. O caso está sendo apurado.