Bebê de 6 meses é internada com suspeita de hepatite misteriosa no Mato Grosso do Sul

Caso é o sexto suspeito da doença no Estado. A menina está internada em Campo Grande, mas ainda não há mais detalhes sobre o estado de saúde dela

Resumo da Notícia

  • Um bebê de seis meses é o novo caso suspeito de hepatite misteriosa
  • A informação foi confirmada Secretaria de Estado de Saúde
  • Até agora, esse é sexto caso suspeito no Mato Grosso do Sul

Um bebê de seis meses é o novo caso de hepatite misteriosa que está sendo investigado no Mato Grosso do Sul. A informação foi confirmada nesta quarta-feira, 8 de junho, pela Secretaria de Estado de Saúde e, até agora, esse é o sexto registro do caso.

-Publicidade-

De acordo com o SES, a menina de seis meses está internada em Campo Grande, mas ainda não há detalhes sobre o estado de saúde dela. Ainda que não seja confirmado, o caso suspeito de hepatite misteriosa está sendo investigado como tal como regra do Ministério da Saúde.

Diante de pacientes com sintomas de hepatite, é necessário investigar o caso para entender qual é a doença que acomete a criança. Caso os exames não apontem para hepatites A, B e C, dengue, chikungunya, zika e febre amarela, a investigação evolui para registro de caso suspeito de hepatite misteriosa.

Criança nasce com dois pênis e passa por cirurgia para retirar um em São Paulo
Criança nasce com dois pênis e passa por cirurgia para retirar um em São Paulo (Foto: Getty Images)

O que se sabe até agora sobre os casos de hepatite “misteriosa”

Ao menos 14 países ao redor do mundo registraram casos de hepatite aguda em crianças e adolescentes saudáveis. Segundo a OMS, cerca de 10% desses pacientes precisaram de transplante de fígado. Ainda de acordo com a organização, “muitos manifestaram sintomas gastrointestinais, incluindo dor abdominal, diarreia e vômitos antes da apresentação com hepatite aguda grave e aumento dos níveis de enzimas hepáticas e icterícia. A maioria dos casos não apresentou febre”.

É importante destacar que a OMS descarta a relação entre os casos de hepatite com a vacina da covid-19 – são duas coisas distintas e que não possuem ligação entre si. A OMS acredita em três possíveis causas para o surto de hepatite ‘misteriosa’:

  • Adenovírus: até agora, 74 pacientes apresentaram adenovírus nas amostras colhidas. Ele é transmitido de uma pessoa para a outra ou através da alimentação
  • Covid-19
  • Isolamento social por causa da pandemia: esse momento pode ter sido responsável por enfraquecer a imunidade de várias crianças, que ficaram mais suscetíveis ao vírus ou as impediram de serem expostas a outros problemas de saúde mais comuns, o que também é prejudicial para o desenvolvimento do sistema imunológico

O que é hepatite?

Hepatite é o nome dado a uma inflamação que acomete o fígado e causa lesões no tecido do órgão. Essa infecção afeta, principalmente, o funcionamento dele e pode ser classificada de duas formas: aguda (quadro em que o processo inflamatório apresenta sintomas com duração inferior a seis meses) e crônica (quando os sintomas perduram por seis meses ou mais). Ela pode ser desencadeada por vírus, bactérias ou parasitas. Existem cinco tipos de hepatite causadas por vários vírus, denominadas A, B, C, D e E:

  • A e E: a transmissão do vírus acontece por meio do contato com água ou alimentos contaminados pelas fezes de outro portador da hepatite. Quando falamos de Hepatite E, o ponto de partida do contágio pode ser o consumo de carne de porco e veado mal cozidas ou mariscos
  • B, C e D: aqui, só é possível se infectar com o vírus desses três tipos de hepatite entrando em contato com o sangue de uma pessoa infectada. Nos casos de B e D, a transmissão também acontece após o contato de fluidos corporais (como no sexo sem proteção ou compartilhamento de agulhas)

Qual hepatite é mais comum em crianças?

Entre as infecções virais, a hepatite A é a mais comum em crianças. No geral, os sintomas desse quadro costumam a ser limitados e tendem a ser leves e moderados. Entre eles, podemos citar dor abdominal, náuseas, diarreia, icterícia (quando a pele e as mucosas ficam amareladas), sendo que todos duram dias ou poucas semanas. Também é possível que crianças sejam acometidas pelos vírus da hepatite B, C e E, e pelo adenovírus que também causa inflamação hepática.

Sintomas de hepatite

Os sintomas de hepatite variam de acordo com o que causou a doença. Em quadros agudos, os sinais do problema podem aparecer entre 2 semanas a 6 meses após a infecção. Em casos crônicos, é possível que o paciente não apresente nenhum tipo de sintoma até muitos anos depois que essa infecção acontecer. Propriamente falando, os sinais comuns de hepatite no corpo são:

  • Febre
  • Fadiga
  • Perda de apetite
  • Náuseas e/ou vômitos
  • Dor abdominal
  • Urina escura
  • Movimentos intestinais cor de barro
  • Dor nas articulações
  • Icterícia, amarelecimento da pele e dos olhos