Criança

Bebê fica 45 minutos dentro de saco amniótico por erro médico e não resiste: “Eu sabia que algo estava errado”

A mãe estava sentindo dor o dia inteiro, mas não teve atenção

Izabel Gimenez

Izabel Gimenez ,filha de Laura e Décio

Foto ilustrativa de um parto empelicado (Foto: Jana Brasil)

Em uma prisão em Columbia, Estados Unidos, um caso de negligência médica chocou muitas mães. Sinestra Johnson, uma presidiaria sentenciada a dois anos, estava grávida de gêmeos e 14 semanas antes da data prevista para o nascimento dos bebês, ela começou a sentir fortes dores causada pelas contrações.

Na enfermaria, os funcionários afirmaram que os bebês estavam bem e ela poderia voltar para o trabalho. Durante o dia, ela chegou a retornar algumas vezes, mas as enfermeiras a dispensaram em todas as tentativas. Já na parte da noite, a dor parecia ser insuportável e Sinestra decidiu ir ao banheiro, por pensar que poderia ser dor de barriga.

A surpresa foi quando a filha, Karmin, nasceu. A menina ainda estava dentro do saco amniótico e Sinestra se desesperou. A mãe gritava por ajuda e nenhuma das guardas deu atenção, as próprias presidiarias tiveram que pegar uma cadeiras de rodas para carregar a amiga até a enfermaria.

As guardas não autorizaram que rasgassem o saco amniótico e assim, Karmin ficou por 45 minutos. Quando foi retirada, ela já estava sem vida. A autópsia mostrou que a bebê tinha se afogado e que provavelmente teria sobrevivido, se tivesse sido retirada antes.

“Eu sabia que algo estava errado quando comecei a sentir aquelas dores, era uma sensação muito diferente do que havia tido até então na gravidez. Lidar com a morte da minha filha foi muito difícil. No começo, eu evitava a seção de roupas para meninas das lojas, se eu via gêmeos na rua eu começava a chorar. Eu fiquei com raiva de mim mesma, da situação, com tudo que aconteceu”, relembrou a mãe em entrevista ao portal The State. O que a ajudou a lidar com a situação foi um dos gêmeos, o menino, ter sobrevivido. Hoje ele está saudável.

Leia também:

Caso raro: bebês nascem empelicados e vídeo bomba nas redes

Quadrigêmeos nascem empelicados e a foto impressiona

5 coisas que você precisa saber sobre complicações de placenta na gravidez