Pular para o conteúdo

Bebês podem ser registrados sem gênero na Tâsmania e decisão gera polêmica: “Não faz sentido”

O primeiro-ministro não gostou da decisão!

Novidade nas certidões da Tasmânia (Foto: Getty Images)

A partir de agora, na Tasmânia os bebês podem ser registrados sem definição de gênero nas certidões de nascimento, assim, quando ele crescer, tem direito de escolhar qual dos dois mais se identifica. A ilha foi o primeiro estado da Austrália a aceitar essa mudança, a decisão foi aprovada no Parlamento e permite que os adolescentes, a partir dos 16 anos, alterem o genênero no documento.

-Publicidade-

A medida é pensada desde o ano passado pelo The Greens, partido australiano, junto com o Partido Trabalhista. Os dois começaram um processo duro de luta para conseguir a aprovação da legislação. Scott Morrison, primeiro-ministro australiano, comentou sobre o assunto nas redes sociais e afirmou que não fazia sentido. “Este é o problema dos Trabalhistas, são obcecados com coisas sem sentido como retirar o género das certidões de nascimento, ao invés de baixarem o preço da eletricidade, baixarem os impostos para famílias que trabalham muito e para as pequenos empresas”

A escolha será dos pais, que podem decidir se vão ou não colocar o gênero na certidão de nascimento.

-Publicidade-

Leia também:

Nascer não é mais a mesma coisa! A certidão de nascimento mudou

Brasil já adota certidão de nascimento tripla 

Decisão histórica: Justiça permite que criança tenha o nome de duas mães na certidão de nascimento 

 

 

    -Publicidade-
    -Publicidade-