Bombeiros retiram assento sanitário que ficou preso no pescoço de menina de 3 anos

Os pais da garota não conseguiram tirar o objeto da filha e chamaram os profissionais de Tauton, Inglaterra, para ajudar

Resumo da Notícia

  • Menina de 3 anos prendeu o pescoço em um assento sanitário infantil
  • Os pais não conseguiram ajudar a filha e chamaram os bombeiros
  • O corpo de bombeiros retirou o assento do pescoço da garota

No sábado, 24 de julho, Izabell, de 3 anos, ficou com o pescoço preso em um assento sanitário infantil, com desenhos da personagem Peppa Pig. Os pais da menina não conseguiram tirar o objeto da filha e acionaram os bombeiros de Tauton, Inglaterra.

-Publicidade-
Menina de 3 anos prendeu o pescoço em assento sanitário (Foto: Reprodução/ Facebook/ Tauton Fire Station)

Em uma publicação feita no Facebook, o grupo de bombeiros que atendeu à esse chamado contou que tudo começou com uma brincadeira da menina. Izabell não imaginava que essa travessura se tornaria uma situação desesperadora para os pais. Quando eles viram o assento em volta do pescoço da filha, tentaram tirar de todas as formas, mas não conseguiram.

A solução encontrada foi ligar para o corpo de bombeiros. Chegando lá, os profissionais disseram que fizeram uso de uma serra para cortar o assento e colocaram uma toalha para proteger o pescoço da menina durante o processo. Eles conseguiram retirar o objeto e a garota foi resgatada sem ferimentos. No facebook, o Departamento de Bombeiros de Tauton contou: “Izabell ficou calmamente sentada assistindo Peppa Pig enquanto removíamos o assento com segurança”.

Os bombeiros conseguiram retirar o assento do pescoço de Izabell (Foto: Reprodução/ Facebook/ Tauton Fire Station)

Nos comentários da publicação, uma pessoa disse: “Garota corajosa”, e outra falou: “Imagine ela vendo essa foto quando completar 18 anos! Mas, sem brincadeira, estou feliz que esteja bem”. A avó da menina também deixou um comentário: “Izzy, você foi muito corajosa. E parabéns pelo trabalho, Departamento de Bombeiros de Tauton!”.