Criança

Calma! Nem sempre a febre é motivo para sair correndo para o hospital

Algumas vezes não é nada sério!

Logo-Parents (1)
Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

(Foto: iStock)

(Foto: iStock)

Você é daqueles pais que não sabem o que fazer quando a criança está com febre? Se sim, você provavelmente também entra em pânico quando o inverno começa a se aproximar – seja por causa das preocupações com a gripe H1N1 ou qualquer outra infecção da época. Mas o que você não sabia é que crianças saudáveis de todas as idades geralmente aguentam febre de até 41°C sem complicações. É provável (e recomendado) que a temperatura do seu filho nunca se aproxime desse número assustador, mas esteja preparado: é quase inevitável que, em algum momento durante os três primeiros anos, isso aconteça.

E provavelmente você já passou por isso: é madrugada e seu filho acorda chorando muito, você vai até o quarto e, com apenas com um toque, percebe que a testa dele está quente. Você mede a temperatura, se assusta e logo liga para o médico. Calma, não se desespere! Temos algumas dicas de como lidar com a febre. Olha só:

Primeira reação

Se seu bebê tem menos de três meses, uma temperatura acima de 38ºC já merece uma ligação rápida para o médico. Como o sistema imunológico de uma criança não está totalmente desenvolvido nessa idade, ela é vulnerável a infecções graves, como meningite bacteriana e pneumonia, por exemplo, e a temperatura corporal elevada é frequentemente o único sintoma.

Entre três e seis meses, seu filho precisa ser examinado por seu pediatra quando sua febre atingir 38,4ºC. Se ele tiver mais de seis meses, você pode esperar para entrar em contato com seu médico quando a temperatura subir para 39,4°C. Mas, se por acaso ele tiver mais sintomas como tosse, dor de garganta, nariz escorrendo ou entupido, dores no corpo, dores de cabeça, calafrios, fadiga e diarreia, não deixe que a febre atinja 38,8 ºC. Estes são os sintomas clássicos da gripe H1N1 e tendem a ocorrer dentro de 24 horas após o início da febre.

Sintomas 

Como a febre é um sinal do corpo de que algo está errado, preste muita atenção nos outros sintomas do seu filho. Se ele estiver c