Caso raro! Conheça a menina de 8 anos tem corpo de bebê devido à condição

Bella Thompson acumula milhares de seguidores no TikTok, onde mostra a rotina de cuidados delicados com a saúde. Por lá, ela e a mãe ainda explicaram o que levou Bella a ter essa estatura

Resumo da Notícia

  • Menina de 8 anos tem corpo de bebê de 12 meses por causa de condição raríssima
  • Bella Thompson acumula milhares de seguidores no TikTok, onde mostra a rotina de cuidados delicados com a saúde
  • Por lá, ela e a mãe ainda explicaram o que levou Bella a ter essa estatura

Uma menina de 8 anos possui o corpo de um bebê de 12 meses e, por causa disso, acumula milhares de seguidores no TikTok. Isso porque, por lá, Bella Thompson e a mãe mostram a rotina de cuidados com a saúde delicada, causada por uma raríssima condição genética que deixa Bella desse tamanho.

-Publicidade-

Mãe e filha já contaram online que Bella precisou passar os dois primeiros anos de vida internada por causa da condição. Felizmente, agora, ela consegue frequentar a escola, mas os cuidados são redobrados.

Bella mora no Canadá com os pais e os três irmãos. Por lá, a mãe a ajuda com a produção de conteúdo e a rotina de cuidados. Já são mais de 4,5 milhões de seguidores no perfil em que mostra um pouco da sua vida – e até a cantora Halsey a segue.

A condição raríssima que deixa Bella com a estatura de um bebê de 12 meses vem da genética. Além disso, a condição também faz com que ela tenha uma grave imunideficiência e não consiga comer – recebendo por anos nutriente via endovenosa. Ela está na fila para um transplante de intestino que facilite a sua vida.

Bella passou os primeiros dois anos de vida internada por causa de sua condição
Bella passou os primeiros dois anos de vida internada por causa de sua condição (Foto: Reprodução/ Daily Mail)

Ao Daily Mail, a mãe de Bella explicou porque decidiu criar uma conta no TikTok para a filha. “A verdadeira razão pela qual comecei a postar é a vontade de educar as pessoas sobre a situação com a qual estamos lidando. Eu sabia que isso protegeria melhor a Bella. As pessoas podem ser más e dizer coisas ofensivas quando não sabem ou não entendem alguma coisa”. Uau!

E ela ainda completa, “Acho que as pessoas não entendem os sacrifícios que famílias com necessidades médicas como a nossa têm que fazer ou as coisas pelas quais passamos. Uma das minhas grandes esperanças em usar as redes sociais para contar a história de Bella é que podemos ajudar outras famílias que passam por coisas semelhantes, porque a maneira de fazer as pessoas entenderem melhor é educá-las”.