Como prevenir e tratar doenças de inverno

Fizemos um guia sobre as principais doenças. A ideia é que você reconheça e tome as medidas corretas

 

-Publicidade-

A saúde deve ser tratada como prioridade sempre. O último ano, com o surgimento da pandemia, deixou isso ainda mais claro. E com a queda de temperaturas, comum nessa época do ano, esse cuidado precisa de uma atenção redobrada, isso porque as doenças respiratórias costumam ser mais frequentes durante o inverno. Resfriado, gripe, sinusite e otite são alguns exemplos.

Segundo o Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS), essas doenças estão entre as principais causas de internação no Brasil e afetam mais de 1 milhão de pessoas, todo ano. A Dra. Paula C. Borelli Barros, pediatra, com título de especialista em pediatria pela Sociedade Brasileira de Pediatria, speaker da Boiron, mãe de Isabella, aponta: “As pessoas que mais sofrem com estas doenças são as crianças e idosos, por terem o sistema imune fragilizado”.

Esse aumento dos casos ocorre, principalmente, por ficarmos em ambientes fechados devido ao frio somado à multiplicação dos vírus nesse período, por isso, a especialista reforça: “É importante tentar manter o máximo de ventilação possível e sempre manter o ambiente e roupas de camas limpos e bem secos”. Muitas vezes subestimadas, as doenças de inverno merecem todo o cuidado, pois além dos sintomas já conhecidos de febre, coriza, cansaço, dores no corpo também podem ser agravadas se não forem bem tratadas.

(Foto: Getty Images)

Resfriado

  • O que é: infecção viral nas vias respiratórias superiores.
  • Causa: Há mais de 200 tipos de vírus. Eles penetram no corpo pela boca, olhos, nariz. O contágio acontece pelo ar ou contato físico. Sintomas: coriza, espirros, tosse, dor de garganta, dor no corpo e febre baixa.
  • Quando ir ao médico: abatimento e febre alta.

Gripe

  • O que é: infecção contagiosa do sistema respiratório causada pelo vírus Influenza.
  • Causa: no ar ou pelo contato direto com pessoas gripadas.
  • Sintomas: febre alta, dores, cansaço, tosse seca, espirro, coriza.
  • Quando ir ao médico: se a criança estiver com dor forte na cabeça, no corpo edificuldade de respirar.

Pneumonia

  • O que é: infecção dos pulmões.
  • Causa: infecções bacterianas ou virais, resfriado malcurado, exposição a fumo e ar condicionado.
  • Sintomas: febre alta, dor no tórax, abatimento, inapetência, tosse e dificuldade de respirar.
  • Quando ir ao médico:  se a criança tiver febre alta, abatida e com catarro amarelo ou esverdeado e dificuldade de respirar.

Sinusite

  • O que é: inflamação da membrana que reveste a cavidade nasal e os seios da face.
  • Causa: por alergia, infecção ou como consequência de infecções das vias aéreas superiores que não foram tratadas corretamente.
  • Sintomas: dores de cabeça, pressão na parte superior da cabeça e seios da face, nariz entupido, coriza, tosse.
  • Quando ir ao médico: se a criança tiver febre, fraqueza, dores de cabeça, nos seios da face e região superior, mal-estar e piora da tosse com secreção esverdeada.

Bronquiolite

  • O que é: infecção dos brônquios, ramificações que levam ar aos pulmões. A doença acomete principalmente bebês e crianças de até 2 anos.
  • Causa: a principal causa é o vírus sincial respiratório.
  • Sintomas: obstrução da saída do ar e esforço para respirar. Febre, chiado no peito e tosse.
  • Quando ir ao médico: se a criança estiver com febre, aparência abatida, respiração rápida com esforço, peito chiando e extremidades azuladas.

Asma

  • O que é: doença inflamatória das vias aéreas inferiores (brônquios).
  • Causa: existem diferentes causas para a asma, que podem ser alergias provocadas por perfumes e aromas, pelos de animais, ácaros, poeira ou alguns alimentos como leite ou ovos.
  • Sintomas: sensação de aperto no peito, dificuldades para respirar e tosse com chiado. Pode causar também irritabilidade, recusa de alimentos, respiração forçada e movimentação intensa das narinas.
  • Quando ir ao médico:  se a criança tiver  dificuldade para respirar e até falar. Se apresentar coloração azulada em torno da boca.

Otite

  • O que é: infecção de ouvido que pode ser externa, localizada na orelha, ou média, ligada à porção interna do ouvido.
  • Causa: na maioria das vezes, a inflamação é causada por vírus, bactérias ou fungos. Costuma ocorrer durante ou após gripes, resfriados ou infecções na garganta ou respiratórias.
  • Sintomas: na otite média ocorre redução da audição, perda de apetite, eliminação de secreção pela orelha e febre. Crianças menores às vezes tem vômito e diarreia. Na otite externa, dor forte e abafamento do som.
  • Quando ir ao médico:  se a criança manifestar irritabilidade e sair secreção do ouvido.

Rinite

  • O que é: doença inflamatória crônica das mucosas do nariz. Nos casos agudos, sua duração é de até três semanas, e, nos casos crônicos, se prolonga por mais de 21 dias
  • Causa: contato com poeira, ácaros e fungos, ar condicionado, mudanças bruscas de temperatura.
  • Sintomas: secreção nasal, tosse, espirros, olhos vermelhos, coceira nos olhos e no nariz. Se não for tratada de forma correta, pode expor a criança a outras doenças das vias respiratórias, como a sinusite e crises de asma.
  • Quando ir ao médico:  se a criança ficar agitada, com dificuldade para respirar, tiver inchaço nos lábios ou olhos. E piora da tosse.

Amigdalite

  • O que é: inflamação nas amígdalas, que pode ser ocasionada tanto por vírus quanto por bactérias.
  • Causa: os casos virais ocorrem como consequência de gripes e resfriados e desaparecem com a melhora do organismo. Já os causados por bactérias necessitam de cuidados com antibióticos.
  • Sintomas: dor de garganta, dificuldade para engolir, febre acima de 38º, dor de cabeça e mal- estar, mau hálito, ausência de apetite, amígdalas inchadas e vermelhas e pode haver ocorrência de pus.
  • Quando ir ao médico:  se houver placa de pus na garganta, febre alta e falta de apetite.