Companhia aérea é condenada após colocar mãe e filho de 3 anos em voos separados

A empresa responsável, TAM, acabou sendo sentenciada a pagar R$ 3,9 mil à família afetada graças ao transtorno

Resumo da Notícia

  • Mãe é separada do filho em viagem aérea após transtorno com a companhia aérea envolvida
  • Segundo a TAM, o ocorrido veio à tona em razão da pandemia da Covid-19
  • A empresa foi obrigada a pagar R$ 3,9 mil à família afetada

A 3ª Turma Cível do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) condenou a TAM Linhas Aéreas por colocar mãe e filho em voos separados. O transtorno foi causado em razão de uma alteração na passagem comprada. Pela Justiça, a companhia foi sentenciada a pagar R$ 3,9 mil aos afetados por danos morais.

-Publicidade-
Pai da criança que viajou de Manaus para Guarulhos conta como ele chegou até lá sozinho
O caso ocorreu há aproximadamente 2 anos, mas repercute na família até o momento (Foto: Reprodução/The Mirror)

De acordo com a denúncia, a mãe reservou duas passagens, estas sendo de Brasília para Curitiba (PR). O embarque estava previsto para ocorrer em 12 de dezembro de 2020, no entanto, ao entrar no site da companhia aérea, a mulher encontrou apenas a reserva no nome do filho.

A mãe da criança contou durante a denúncia que entrou em contato com a TAM e, ao conseguir resposta, recebeu a informação de que a reserva havia sido “dividida em duas” e que ela teria sido remanejada para outro voo. De acordo com a mulher, a empresa ainda relatou que era preciso realizar pagamento de um valor acima de R$ 3 mil para alterar a passagem da criança, a qual tinha 3 anos na época do ocorrido.

Assim como diz o processo, a mãe do menino precisou comprar duas novas passagens em outra companhia de voos. Em resposta ao transtorno, a TAM disse que o voo da mãe foi cancelado em razão da pandemia de Covid-19. De acordo com a empresa, a mulher foi remanejada para outro voo sem custos e “não houve conduta ilícita”.

“É inegável o descaso da ré em solucionar o problema, pois sequer justificou a razão da transferência da mãe para outra aeronave, abandonando o passageiro de apenas três anos”, relata a sentença.

Vote na Pais&Filhos para o Troféu Mulher Imprensa!

Andressa Simonini, editora-executiva da Pais&Filhos, está concorrendo ao prêmio da categoria Pertencimento e Inovação da 16ª edição do Troféu Mulher Imprensa! Para votar, é muito simples: CLIQUE AQUI e aperte o botão ao lado da foto da Andressa para que ele fique azul. Em seguida, preencha o campo com seus dados e vá até seu email: será preciso confirmar o seu voto clicando em um link. Depois disso, sucesso! Seu voto já foi contabilizado. Obrigada!

Andressa Simonini, editora-executiva da Pais&Filhos está concorrendo ao Troféu Mulher Imprensa
Andressa Simonini, editora-executiva da Pais&Filhos está concorrendo ao Troféu Mulher Imprensa (Foto: Divulgação/Pais&Filhos)

Assista agora ao POD&tudo com as gêmeas Bia e Branca Feres! Em um bate papo muito divertido, elas falam sobre a gravidez conjunta e as experiências com a maternidade.