Criança

Competir faz bem às crianças; Entenda como isso pode ser saudável

Quando competem na medida certa, elas aprendem novas habilidades

Logo-Parents (1)
Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

(Foto: Shutterstock)

Competir ajuda a desenvolver habilidades como resolver problemas em grupo (Foto: Shutterstock)

Para alguns pais, “competição” é quase um palavrão. Não só pressiona muito as crianças para serem as melhores, eles argumentam, mas também causa um estresse desnecessário, o que gera desapontamento se elas não vencem. Para blindar os filhos das decepções, muitos pais declaram todos vencedores ou evitam situações competitivas.

Leia também

Competir ou não competir, eis a questão

O que vale é participar

Meu filho não sabe perder!

Mas uma prateleira cheia de troféus é a resposta? Não necessariamente. Especialistas em desenvolvimento infantil afirmam que uma competição saudável pode ser boa para as crianças. Além disso, prepara-as para as vitórias e derrotas na vida – afinal, eles nem sempre receberão aquela promoção no trabalho – atividades competitivas os ajudarão a desenvolver habilidades importantes que eles usarão quando adultos, como saber revezar, ter empatia e tenacidade.

“Competir ajuda crianças a aprenderem que nem sempre aqueles que são os melhores ou mais brilhantes são bem sucedidos, mas aqueles que trabalham e não desistem”, afirma Timothy Gunn, pediatra e neuropsicólogo, proprietário da Gunn Psychological Services, na Califórnia, EUA. Tem mais, crianças que se comprometem com competições “ganham habilidades sociais ao interagir com as outras crianças, enquanto também aprendem o valor do trabalho duro e desenvolvem autoestima”, afirma Timothy.

A importância de ter um irmão

Brincadeira de homem

6 princípios que o futebol ensina

Outra vantagem: é saudável que o seu filho aprenda a trabalhar em time. “Muitos jogos de cooperação ensinam as crianças a resolverem problemas em time, o que ajuda a desenvolver habilidades para trabalhar a favor do bem do grupo”, afirma Ronda Klosterman, professora de educação física na Califórnia, EUA.

A chave é assegurar que a atmosfera promova competição construtiva. Isso não é algo que o seu filho sempre conseguirá comunicar a você, então observe como ele se comporta em situações competitivas.

Se o seu filho está envolvido em competições saudáveis, ele irá:

– Perguntar como pode participar da atividade novamente
– Conseguir ganhar e perder graciosamente
– Aprender novas habilidades e querer melhorar
– Apreciar a melhora da aut