Criança

Conheça a síndrome rara que afeta os olhos dessa menina de 2 anos

A mãe, Karina Martinez, compartilhou um texto sobre a filha no Twitter e viralizou

Nathália Martins

Nathália Martins ,Filha de Sueli e Josias

(Foto: Reprodução/Twitter)

(Foto: Reprodução/Twitter)

É supernormal elogiar as crianças que você encontra na rua, né? Aliás, não tem quem resista à fofura de um bebê. Por conta dos seus grandes olhos, Mehlani, de apenas 2 anos de idade, é uma dessas crianças que é elogiada com frequência. Mas o que as pessoas não sabem é que ela tem síndrome Axenfeld-Rieger, uma condição rara que afeta o desenvolvimento dos olhos de meninas.

“Descobrimos quando ela tinha apenas uma semana de vida. Eu nunca tinha ouvido falar sobre isso até que aconteceu com a gente”, contou a mãe Karina Martinez em entrevista ao BuzzFeed. Esta síndrome afeta a córnea e a íris e muda a aparência dos olhos da criança. Algumas têm glaucoma, o que pode causar a perda lenta da visão se não for tratado.

A mãe ainda não sabe o que pode acontecer com Mehlani, já que ela se encaixa no grupo que têm glaucoma. Felizmente, a visão ainda não foi afetada, mas por conta da sensibilidade que ela sente com a luz, fora de casa é necessário o uso de óculos de sol.

Em sua conta no Twitter, Karina compartilhou um texto com algumas fotos da menina e a publicação viralizou:

“Sempre que um estranho elogia os olhos da minha filha eu tenho um debate mental sobre mencionar a doença dela ou não. Eu decido que não, sorrio e agradeço. Sempre fico com um sensação estranha. Apenas rezo para que ela saiba o quão bonita ela é”.

A repercussão confortou tanto o coração da mãe que ela resolveu agradecer:

“Eu estou completamente perplexa com todo o amor que minha princesa está recebendo. Vocês estão me fazendo chorar! Como todo mundo está sendo tão gentil, eu pensei em compartilhar algumas das minhas fotos favoritas da minha linda!”

Leia também:

Reação de filho com Síndrome de Down ao encontrar o pai emociona a internet

Menina com síndrome de Down quebra o preconceito e faz sucesso como modelo

Síndrome de burnout na maternidade: sim, existe! Te ajudamos a entender