Conselho Tutelar acionou família de menina morta pela mãe por ter relação sexual um dia antes do crime

Luna Nathielli foi morta pela mãe, que descobriu que a filha tinha relações sexuais aos 11 anos, na quinta-feira, e segundo a Polícia Civil o Conselho Tutelar entrou em contato com a família da menina na quarta-feira

Resumo da Notícia

  • Luna Nathielli foi morta pela mãe na última quinta-feira
  • A mãe descobriu que a filha de 11 anos estava tendo relações sexuais
  • Segundo o delegado, o Conselho Tutelar entrou em contato com a família 1 dia antes da morte dela

Luna Nathielli, 11, foi morta pela mãe, que descobriu que a filha tinha relações sexuais. Segundo o delegado André Beckman, que está cuidando do caso, o Conselho Tutelar entrou em contato com a família da menina na quarta-feira, a criança passou o mês de abril inteiro sem frequentar a escola.

-Publicidade-

Segundo a Secretaria Estadual de Educação (SED), a escola em que a menina estudava comunicou o Conselho Tutelar do município sobre as faltas da estudante no dia 5 de abril. Nesta terça, o órgão municipal, no entanto, confirmou ao portal do G1 que recebeu a informação no dia 12 de abril, na semana do falecimento de Luna. A menina foi encontrada morta na quinta-feira (14).

Luna de apenas 11 anos foi morta pela mãe
Luna de apenas 11 anos foi morta pela mãe (Foto: Reprodução/G1)

Segundo as investigações, a família proibiu a menina e a irmã mais nova, de 7 anos, de irem para a escola, localizada no bairro Imigrantes, pois a menina teria arrumado um namorado na escola.  “Ela [a mãe] teria descoberto a situação [do namorado] e pretendia mudar as crianças da escola”, afirmou André Beckman. Conforme o delegado, a família chegou a pedir os documentos para fazer a transferência.

Assim que receberam a notificação do colégio, via ferramenta do Programa de Combate à Evasão Escolar (Apoia), os conselheiros entraram em contato com a família. Por conta do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), o órgão não detalhou o conteúdo da conversa ou data.