Covid-19: Menino de 12 anos cria site para ajudar idosos a agendar vacinação nos EUA

Ele percebeu a dificuldade dentro de casa, quando precisou cadastrar os avós para receber o imunizante. Então, decidiu se juntar ao pai para ajudar outras famílias

Resumo da Notícia

  • Menino de 12 anos cria site para ajudar idosos a agendar vacinação da Covid
  • Ele percebeu a dificuldade dentro de casa, quando foi cadastras os avós
  • O garoto, então, se juntou ao pai para criar o site, a fim de ajudar outras família
  • Até o momento, ele já contribuiu com mais de 3 mil pessoas

A maioria dos países ao redor do mundo já começaram a vacinação contra a Covid-19. Em alguns lugares, como no caso de alguns estados do Brasil e Estados Unidos, as pessoas do grupo prioritário para a vacinação precisam preencher um cadastro e fazer um pré-agendamento para receber o imunizante. Percebendo a dificuldade dos idosos em fazer esse cadastro, um garoto norte-americano de 12 anos, chamado Samuel Keusch, decidiu criar um site para auxiliar as pessoas no agendamento da vacinação.

-Publicidade-
Menino de 12 anos cria site para ajudar o pré-cadastro da vacinação (Foto: Freepick)

O menino, que mora em Nova York com a família, se deu conta desse problema quando precisou ajudar o pai a agendar a vacina dos quatro avós. Juntos, pai e filho perceberam que eles poderiam ajudar mais gente além dos idosos da família e criaram o Vaccine Helper, um serviço totalmente gratuito para ajudar nova-iorquinos com a imunização.

Ao usar o modelo de site do próprio Google, ele criou um sistema que começa vendo se a pessoa está qualificada para receber a vacina. Caso esteja, basta preencher um formulário que se baseia nas perguntas que devem ser respondidas para agendamento. Com essas informações em mãos, o agendamento fica por conta dele.

-Publicidade-

“Vou começar a trabalhar para conseguir uma consulta de vacina. E sim, vou marcar a consulta com base nas informações que fornecer, e não apenas encaminhá-lo para outro site. Não se esqueça de me informar se houver dias em que você não esteja disponível”, escreveu o jovem em texto explicativo na página.

Até o momento o site já conseguiu ajudar 3.100 pessoas. Além dos idosos, Sam também marcou consultas para professores e algumas pessoas com problemas de saúde, seguindo as regras atuais de vacinação no estado onde ele mora. “Qualquer pessoa qualificada pode obter uma vacina comigo, mas eu prefiro que os jovens façam sozinhos porque eles podem fazer isso sozinhos … Tudo o que eles precisam fazer é passar um tempo atualizando a página. Eu quero ajudá-los, mas definitivamente há idosos que precisam mais do que eles e não podem obtê-lo”, justificou o jovem em entrevista à emissora CBS News.

Garoto cria site para ajudar no pré-cadastro da vacinação nos EUA (Foto: reprodução Instagram / Razões para Acreditar)

“Acontece que conseguir consultas nos maiores centros de vacinação de Nova York é fácil se você souber como fazê-lo, tiver paciência e velocidade”, finaliza o jovem, emocionado pelo impacto positivo que promoveu na vida de milhares pessoas.