Criança autista passa a noite do aniversário chorando e mãe explica o motivo: “Como doeu!”

Joaquim tem o espectro autista e estava muito ansioso pela festa. Descobrir que os amigos não poderiam participar do momento foi um choque e o garoto ficou ainda mais decepcionado quando a comemoração à distância não aconteceu

Resumo da Notícia

  • Criança passa a noite do aniversário chorando
  • Isso aconteceu porque nenhum amigo participou do evento
  • Mãe compartilhou relato no Facebook
Os internaurtas ajudaram a melhorar o dia do garoto (Foto: reprodução Facebook / Cindy R. Camargo Leite Tavares)

Explicar para um filho que a festa de aniversário será diferente este ano e não poderá contar com a presença dos amigos ou, até mesmo, dos familiares não é algo fácil de se fazer. Se já é complicado para os adultos entenderem a situação pela qual estamos passando, imagina para as crianças?

-Publicidade-

Essa mãe precisou ser forte para conseguir lidar com as emoções do filho, que tem autismo, ao explicar como seria a festa deste ano. Para tentar animar a criança, ela encontrou formas dos amigos participarem da data especial, porém não foi bem sucedida e a decepção do filho foi inevitável. No Facebook, Cindy R. Camargo Leite Tavares compartilhou como foi contar a Joaquim tudo que está acontecendo e qual foi a reação da criança.

Veja o relato da mãe abaixo:

-Publicidade-

“Nessa sexta-feira foi o aniversário do Joaquim. Fiz uma festinha, comprei presente, fiquei empolgada. Por causa dele!

“Joaquim é autista. Ele se foca de forma tão extrema em algumas coisas que precisamos nos controlar para não perder a paciência. Ele sabia que o aniversário dele estava chegando, 1 mês antes de chegar.

“E todos os dias eram centenas (NÃO é exagero) de perguntas de como seria… As mesmas perguntas: “Vai ter bolo de chocolate?”, “Vai ser da Patrulha Canina?”, “O vovô vai vir?”, “Meus amigos vão vir?”, “O bolo será vermelho, azul e amarelo?”, “Vai ter brigadeiros?”, “Vai ter balão?”, “Vai ter salgado de presunto?”, “Vai ter surpresa?”, “Vão ser 5 presentes (por causa dos 5 anos)”.

“Todas essas perguntas eram repetidas todos os dias, a cada 5, 10 minutos. Todas elas, em sequência. Enquanto eu tentava limpar a casa, cozinhar, estudar, aplicar atividades para eles, dar atenção ao irmão dele… O tempo todo!

“E nas vezes que perdi a paciência e falei mais grosso ou mais alto: “Sim, Joaquim! É tudo isso!!!! Chega!!!”

“Ele chorava… E chorava tão sentido que eu me sentia o maior monstro do mundo.

“Aí engolia minhas próprias frustrações e dores e continuava a responder as perguntas a cada 5, 10 minutos, com o mesmo sorriso… Pelo menos nas próximas 6, 7 horas… Até não aguentar de novo e ser grossa de novo… E me criticar intimamente de novo… E chorar e me sentir a pior pessoa do mundo de novo!

“Na véspera do aniversário dele, ele acordou com a certeza absoluta que veria os amigos da escola no dia seguinte. Me perguntou de novo. Expliquei de novo que não. Com até mais delicadeza que o habitual, por estar doendo em mim a dor dele, ainda mais forte!

“Mas a delicadeza não foi o suficiente.

“Ele chorou. Por horas. Inconsolável! Até parou com as perguntas. Isso me destruiu, me preocupou. Aí pedi no grupo da escola dele que as mães pedissem para que as crianças fizessem vídeos para ele. As professoras dele fizeram. Deixaram ele absurdamente feliz!!! Mas os amigos… Nenhum.

“Ele perguntou. Eu disse que ainda fariam, que era pra gente fazer alguma outra coisa. Distraí ele.

“Faz tempo que me preparo para vezes em que ele será excluído ou esquecido, mas não estou preparada para isso ainda. Como doeu!!!

“Ele é maravilhoso! A melhor pessoa do mundo!

“Dormiu chorando por alguns amigos que ele citou pelo nome não terem falado com ele pelo celular (ele fala dos vídeos assim). Passei a noite acordada. Vendo ele dormir e soluçar durante o sono falando o nome de uma amiga, de um amigo…

“Mas ele é tão magnífico que acordou no sábado com um sorriso amplo! Pulando e gritando: AMANHÃ É DIA DAS MÃES!!!!!

“E aí foi o dia todo respondendo sobre o que eu esperava do dia, se eu queria presente, se ele ia ajudar no espaguete…

E no dia das mães, receber a cada 2, 3 minutos um FELIZ DIA DAS MÃES, com um sorriso e um abraço apertado a cada vez, como se fosse a primeira. Como é dificil! E como é mágico! E como eu tenho sorte!!! Como sou amada, e como amo!!!!!!!!!!!!!!! Obrigada, Deus! Por me achar digna de ter o Joaquim! E me dê forças para ser sempre digna dele!”

A história de Joaquim viralizou e a mãe precisou fazer algumas alterações na publicação, agradecendo todas as mensagens positivas que estava recebendo. Alguns internautas, comovidos, mandaram vídeo parabenizando a criança e a mãe respondeu que aos poucos irá mostrar para o filho, para respeitar também as limitações da criança.

Nessa sexta-feira foi o aniversário do Joaquim.Fiz uma festinha, comprei presente, fiquei empolgada. Por causa…

Posted by Cindy R. Camargo Leite Tavares on Monday, May 11, 2020

Agora, você pode receber notícias da Pais&Filhos direto no seu WhatsApp. Para fazer parte do nosso canal CLIQUE AQUI!

-Publicidade-