Criança dá primeiros passos sozinha um mês após ser baleada na cabeça

A menina de 4 anos levou um tiro na cabeça durante confronto entre Polícia Civil e criminosos

Resumo da Notícia

  • Alice Rocha deu os primeiros passos no hospital
  • Ela levou um tiro na cabeça durante confronto de policiais e criminosos
  • A menina, de quatro anos, levou o tiro há um mês e segue internada no hospital

Na manhã desta sexta-feira, 1 de junho, Alice Rocha, que levou um tiro na cabeça durante confronto de policiais e criminosos, deu os primeiros passos no hospital. Segundo o G1, a menina de quatro anos levou o tiro há um mês e segue internada no Hospital Miguel Couto, no Rio de Janeiro.

-Publicidade-

Pela primeira vez, após um mês de internação, ela conseguiu caminhar sozinha pelo quarto de hospital. A mãe da criança, Andressa Rocha, compartilhou as imagens dos primeiros passos da filha nas redes sociais. “Eu te amo muito, eu não sei explicar a felicidade que eu estou nesse momento. Meu milagre”, falou a mãe. No vídeo, Andressa aparece envolta da menina, dando suporte caso ela se desestabilize. Além disso, a criança aparece de mãos dadas com a mãe e sorrindo.

@andressasilva144

♬ Presente do Céu – Thiaguinho & Gloria Groove

A avó da garota, Eliane Rocha, também ficou emocionada com a recuperação da neta. “Hoje, depois de um mês, ela voltou a andar sozinha”, disse. Desde o começo da internação, a menina mostrou melhoras e que estava progredindo. Dez dias depois de levar o tiro, ela já respirava sem o auxílio de aparelhos, abria os olhos e mexia os braços, apresentando melhoras.

O acidente aconteceu durante um confronto entre a Polícia Civil e criminosos no bairro Taquara, na Zona Oeste da cidade. A avó de Alice conta que a criança parou para comprar um lanche quando foi atingida. A mãe relembra que apenas viu a filha desacordada com a roupa repleta de sangue. No momento do acidente, Alice foi rapidamente atendida na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do bairro, mas depois precisou ser transferida para o hospital, onde ela segue internada.

A troca de tiros aconteceu próximo da escola da garota. A mãe estava indo buscá-la quando encontrou a filha desacordada. No dia do acidente, a avó falou sobre a reação da mãe ao encontrar a menina: “Ela me disse que foi buscá-la na escola, parou para comprar uma pipoca e estava atravessando a rua para ir pra casa… Quando ela viu, a menina estava cheia de sangue. Ela começou a gritar pedindo ajuda, e a minha neta já estava desacordada”.