Criança é atingida por pedra no olho após atos de racismo em jogo da Libertadores

O Flamengo sofreu mais um caso de racismo, selvageria e violência que dessa vez, deixou uma criança e um idoso feridos em jogo da Libertadores

Resumo da Notícia

  • Diversos times brasileiros estão sofrendo casos de racismo e violência na Libertadores
  • Ontem, os torcedores do Flamengo foram as vítimas e dois torcedores ficaram feridos
  • Um menino foi atingido no olho e um idoso na testa
  • A diretoria do Flamengo pediu previdências a Conmebol, organizadora da competição

A Copa Libertadores, competição entre os times de futebol sul-americanos, teve casos de racismo com quase todos os times brasileiros essa semana, incluindo Red Bull Bragantino, Corinthians, Palmeiras e o mais recente, Flamengo.

-Publicidade-

Na noite da última quinta-feira, em Santiago, no Chile, o Flamengo foi jogar contra a Universidad Católica. Na vitória do time carioca, um torcedor adversário foi visto imitando um macaco enquanto xingava a torcida do Flamengo. Além disso, em atos de vandalismo realizados pelos torcedores do time chileno, uma criança foi ferida perto do olho, atingida por uma pedra.

Um idoso também se machucou, ao ser atingido na testa por cápsulas de sinalizadores. Ele e o garoto se encontram bem. O menino estava acompanhado da mãe e foi atendido pela polícia local, que segundo testemunhas, demorou para chegar.

Uma criança e um idoso foram atingidos em caso de racismo na Libertadores
Uma criança e um idoso foram atingidos em caso de racismo na Libertadores (Foto: Reprodução Twitter)

A diretoria do Flamengo se pronunciou: “Na noite desta quinta-feira, no estádio San Carlos de Apoquindo, em Santiago, no Chile, aconteceram cenas lamentáveis de racismo, lançamento de pedras, garrafas e sinalizadores (uma criança foi ferida) da torcida adversária em direção aos torcedores rubro-negros”, e continuou: “Não aguentamos mais isso! Medidas severas precisam ser tomadas.”