Criança

Criança interage com homem nu em exposição no MAM e vídeo causa revolta

O Museu alegou que a sala estava sinalizada sobre o teor da apresentação

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

video-3

(Foto: reprodução do youtube/CENTRAL M.O)

Na última terça-feira, o artista fluminense Wagner Schwartz se apresentou nu no centro de um tablado no Museu de Arte Moderna (MAM), em São Paulo. A apresentação fez parte do 35° Panorama de Arte Brasileira. Um vídeo, que causou polêmica nas redes sociais, mostra uma criança pequena interagindo com Wagner, que estava deitado de barriga para cima, com o órgão genital à mostra.

A performance também possui esculturas de alumínio com várias dobradiças que podem ser manipuladas pelo público. O homem nu na plataforma seria mais um dos Bichos da exposição intitulada La Bête. Assim como as esculturas, a ideia da artista é que o espectador também possa tocar o homem nu.

De acordo com o Museu, a sala tinha sinalizações sobre o teor da apresentação e a criança estava acompanhada pela mãe:

“O Museu Arte de Moderna de São Paulo informa que a performance ‘La Bête’, que está sendo atacada em páginas no Facebook, foi realizada na abertura da Mostra Panorama da Arte Brasileira, em evento para convidados. A sala estava sinalizada sobre o teor da apresentação, incluindo a nudez do artista. O trabalho não tem conteúdo erótico ou erotizante e trata-se de uma leitura interpretativa da obra Bicho, de Lygia Clark, sobre a manipulação de objetos articuláveis. As acusações de inadequação são descabidas e guardam conexão com a cultura de ódio e intimidação à liberdade de expressão que rapidamente se espalha pelo país e nas redes sociais. O material apresentado nas plataformas digitais omite a informação de que a criança que aparece no vídeo estava acompanhada da mãe, que participou brevemente da performance, e que a sala estava ocupada pelos espectadores. As insinuações de pedofilia são resultado de deturpação do contexto e significado da obra.”

Pais&Filhos acredita na liberdade artística, mas considera que neste caso passaram do limite.

Leia também:

Exposição de arte para ‘público escolar’ é considerada ofensiva e cancelada

4 passos criativos para ensinar seu filho sobre finanças

“Síndrome mão-pé-boca” pode ser confundida com um resfriado