Criança

Criança prodígio: menina que aprendeu a ler aos 2 anos possui QI acima da média

A britânica impressionou o mundo com o nível de inteligência

Eloisa Ribeiro

Eloisa Ribeiro ,Filha de Terezinha Ribeiro

Menina aprendeu as primeiras palavras ao 18 meses (Foto: Reprodução Paul Davey/SWNS / Daily Mail)

Alannah George, do Condado de Buckinghamshire, no Reino Unido, tem uma inteligência que surpreende todos ao seu redor. Aos 4 anos a menina tem um QI acima da média para uma criança.

Os pais de Alannah, Nadine e Edmund, contam que a filha pronunciou suas primeiras palavras ainda quando era bebê, aos sete meses. Aos 18 meses, a menina já conseguia falar palavras completas. Quando completou três anos, no berçário ela já conseguia ler palavras inteiras dos livros preferidos.

Aos 4 anos, Alannah já lê histórias para dormir, por conta própria, e gosta de assistir programas no Youtube como Endless Numbers – que ensina sobre números.

“Ela tem aptidão para ler e pode decodificar as palavras sozinha. Nós nunca a ensinamos a ler. Ela é claramente especial, mas nós simplesmente não sabemos qual seria o potencial dela”, conta a mãe.

Alannah tem QI de 140 aos 4 anos de idade (Foto: Reprodução Paul Davey/SWNS / Daily
Mail)

Para entender melhor sobre o assunto, os pais resolveram levar a filha até o psicólogo educacional Peter Congdon, para uma avaliação. Alannah precisou passar por um chamado Wechsler Preschool e Primary Scale of Intelligence. E ao receber a pontuação todos ficaram surpresos.

Segundo o Daily Mail, a menina recebeu uma pontuação de 140, enquanto cerca de 60% da população tem um QI entre 85 e 115. O teste também mostrou que ela possui uma ortografia de uma criança de 6 e leitura de 7 anos de idade.

Com toda sua inteligência Alannah foi aceita no exclusivo clube Mensa – que é a maior, mais antiga e mais famosa sociedade de alto QI do mundo. A escola está se preparando para se adaptar e atender o padrão, pois de acordo com o psicólogo, a menina poderia não se adaptar em uma sala com alunos da sua idade. “Alannah pode se tornar propensa ao tédio, à frustração e ao fracasso”.

Leia também 

Quanto mais o bebê é amamentado, mais inteligente fica 

Grávida pode turbinar inteligência do bebê 

Criança herda inteligência da mãe, diz estudo