Criança

Criança se afoga em piscina comunitária e irmã mais velha tem atitude inesperada: “Situação traumática”

Kali Dallis teve um acidente com a boia

Nathalia Lopes

Nathalia Lopes ,Filha de Márcia e Toninho

Menina teve a vida salva por irmã mais velha (Foto: iStock)

Kali Dallis, filha de Daneshia, teve a vida salva pela irmã mais velha depois de se afogar em uma piscina comunitária. A menina tem apenas três anos e se enrolou com a boia. Ficou por mais de um minuto submergida, até que Jayla percebesse o que estava acontecendo e corresse para socorre-la. Felizmente as duas estão bem. O caso aconteceu em maio, em Atlanta, Estados Unidos.

O hemisfério norte está entrando no verão e algumas cidades na América chegam a temperaturas muito altas, as crianças estão mais perto das piscinas do que nunca. Kali fez tudo certo, mas infelizmente a boia fez com que o corpo da menina virasse.

A garota estava com aquelas boias de cintura, mas quis entrar na piscina pulando. Quando ela fez isso, o peso do corpo foi todo para um lado, fazendo que ela ficasse de cabeça para baixo. Kali ainda tentou se virar, mas ao se debater a boia se soltou do corpo dela e ela se afogou mais ainda.

Jayla estava no outro lado da piscina, percebeu o que estava acontecendo, saiu correndo e pulou para tentar salvar a irmã. A família conversou com o canal à WSB-TV e contou como eles viveram toda essa situação.

“Eu pulei na piscina e tive que agarrá-la pelos cabelos, porque essa era a única coisa que eu conseguia alcançar, ela estava quase tocando o chão. Ela estava muito pesada e depois que agarreis os cabelos, consegui segurá-la pela cintura”, disse Jayla.

Kali foi levada as pressas para o hospital e ficou internada por duas semanas. Mas felizmente já está em casa com a família. Daneshia também comentou o acidente, ela ficou muito surpresa com a agilidade e cabeça fria com a qual a filha lidou com aquela situação.

“Aos 10 anos de idade, para pensar em tudo isso em uma situação traumática, estou muito orgulhosa dela, nem sei o que fazer”, disse ao Inside Edition. Por mais que essa história tenha tido final feliz, vale sempre lembrar que, no Brasil, o afogamento é a segunda causa de morte entre bebês e crianças de 0 a 14 anos, segundo dados da ONG Criança Segura.

 

Leia também:

8 regras de segurança para as crianças na piscina 

Crianças estão se afogando enquanto os pais não largam o celular

Melhores amigos mesmo! Menina é salva de afogamento por cachorro