Crianças da França retornam às aulas para aliviar consequências psicológicas

A medida, que é obrigatória, tem como objetivo restabelecer o contato entre os estudantes. Eles terão aulas por apenas 2 semanas

Resumo da Notícia

  • Nesta segunda-feira, 22 de junho, os alunos do ensino fundamental e médio da França retornaram às aulas
  • A medida é obrigatória e tem como objetivo restabelecer o contato entre os estudantes
  • Eles terão aulas até as férias do verão europeu, o que acontecerá em 2 semanas
 
O ministro falou sobre a decisão (Foto: reprodução/Getty Images)

Nesta segunda-feira, 22 de junho, os alunos do ensino fundamental e médio da França retornaram às aulas. A medida, que é obrigatória para todas as crianças, tem como objetivo restabelecer o contato entre os estudantes.

-Publicidade-

Eles terão aulas até as férias do verão europeu, o que acontecerá em 2 semanas. O Ministro da Educação, Jean-Michel Blanquer, disse durante entrevista que “os alunos não podem ficar sem aulas de março a setembro”.

As crianças terão 2 semanas de aulas (Photo by Chris McGrath/Getty Images)

O país decidiu relaxar o protocolo rigoroso de precaução contra a Covid-19, estabelecido no inicio da flexibilização da quarentena. Alunos com mais de 11 anos e professores terão que usar máscaras obrigatoriamente mas a regra que previa um espaço de 4 metros quadrados de cada aluno e um máximo de 15 estudantes por turma foi eliminada.

-Publicidade-

“A cada hora, todos os dias de aula contam. Há uma dimensão psicológica que não deve ser subestimada”, disse o Ministro sobre as consequências do isolamento.

-Publicidade-