Criança

Crianças e mulheres se diferenciam de outras tribos de forma inusitada na China

O costume é tradição em Mianmar

Letícia Vaneli

Letícia Vaneli ,filha de Alcides e Eugênia

A prática é comum na tribo (Foto: Reprodução/The Daily Mail)

Tradicionalmente, as mulheres e crianças de Kayah em Mianmar, na China, alongam seus pescoços com anéis de latão, que pesam em torno de 10kg. O uso dos anéis servia para proteção contra ataques de tigres, embora outros dizem que é um homenagem à “mãe-dragão, mas, hoje em dia, algumas mulheres não se sentem bonitas sem o apetrecho.

Há quem diga também que os anéis são dados às filhas favoritas e são vistos como símbolos da riqueza.”Foi doloroso”, disse Muu Pley em entrevista. Aos sete anos de idade, ela estava com anéis brilhantes no pescoço. Treze anos depois, ela os tirou por medo de que seu pescoço crescesse muito.

(Foto: Reprodução/The Daily Mail)

“Os anéis me sufocaram e pareceram muito apertados no começo. A comida ficava presa quando eu tentava engolir. Eu tive que esticar meu pescoço para comer. Mas eu me acostumei.”, relatou Mu Lone, de 88 anos, em entrevista ao jornal The Mirror.

Ela também explicou que o numero de crianças que usam os anéis caiu drasticamente, em virtude da influência da cultura ocidental. Aliás, os anéis são removidos durante os trabalhos de parto.

Leia também:

Tradição de família é passada adiante e mãe decide anunciar o item online

Casal nomeia os 13 filhos com a mesma letra por motivo curioso e pretende manter tradição

Após 50 anos só de meninas, mãe quebra tradição e sua reação é imperdível