Dia Mundial do Livro: 10 histórias para fazer seu filho ler mais

Para se divertir e explorar cada aventura, o Dia Mundial do Livro traz a importância do reconhecimento da literatura, que deve ser incentivada desde cedo

Resumo da Notícia

  • 23 de abril é o Dia Mundial do Livro
  • A data reforça a importância de incentivar a leitura desde cedo dentro de casa
  • Ler ajuda no desenvolvimento da imaginação e da criatividade das crianças

Nesta sexta-feira, 23 de abril, é o Dia Mundial do Livro! A data, escolhida pela Organização das Nações Unidas (ONU), traz a importância de incentivar a leitura desde cedo na família, além de homenagear autores do mundo inteiro. Na XXVIII Conferência Geral da Unesco, que aconteceu em 1995, foi explicado ainda que a comemoração é importante para “o desenvolvimento das sensibilidades coletivas em relação aos acervos culturais mundiais e à inspiração de comportamentos de entendimento, tolerância e diálogo”.

-Publicidade-
O Dia Mundial do Livro traz a importância de reforçar a leitura desde cedo (Foto: iStock)

A partir da leitura, seu filho desenvolve a maneira de resolver problemas, estimular a criatividade e também a imaginação. Por isso, fizemos uma lista com 10 livros que não podem ficar de fora da estante do seu filho. Já pega papel e caneta para anotar cada um deles:

Amoras | Emicida, Companhia das Letrinhas 

Amoras – Emicida (Foto: Reprodução | Companhia das Letrinhas)

O livro conta a história de uma garota com aceitação da sua cor, através de seu texto e das ilustrações aborda a importância de nos reconhecermos no mundo e nos orgulharmos de quem somos — desde criança e para sempre. A narrativa incentiva a autoestima das nossas meninas e demonstra para o mundo as belezas negras.

Não Me Toca, Seu Boboca | Andrea Viviana Taubman, Editora Aletria

Não me toca, seu boboca (Foto: Divulgação)

O livro trata de um assunto delicado de falar, mas do qual não podemos fugir: o assédio infantil. Esta fábula toca no tema de forma lúdica e delicada e mostra para a criança como ela deve agir se perceber alguém agindo de forma inadequada Ninguém pode tocá-la, levá-la aonde não quer ir, mesmo sendo gente conhecida. Temos que proteger nossas crianças.

Escola de princesas recatadas | Eliandro Rocha, Editora Callis

Escola de princesas recatadas (Foto: Divulgação)

O livro conta a história da princesa Sofia, uma menina livre que gosta de brincar descalça e sonha em poder voar. Mas a mãe dela começa a achar o jeito da filha muito solto e pouco recatada para ser uma princesa. Pensando nisso, Sofia foi para a Escola de Princesas Recatadas aprender como se comportar. A obra com imagens (bem!) coloridas e expressivas, ensina as crianças a agirem com amor próprio, aprenderem alguma coisa nova em qualquer situação e sempre buscarem por amizades.

João e o cabelo mais lindo do mundo | Nicácio Belfort, Clube da Cultura

João e o cabelo mais lindo do mundo (Foto: Divulgação)

Para promover uma criação antirracista e, principalmente, empoderar crianças negras que já sofreram algum tipo de preconceito por conta da cor da pele ou estilo de cabelo, o livro conta a história de um menino que sofre por não aceitar os fios cacheados. No decorrer da narrativa, João vai aprendendo a entender as diferenças e a se aceitar como é. Inspirada na experiência pessoal do autor, irá ajudar a trazer o tema para dentro de casa e pode ser um pontapé fundamental para discutir essas questões com os filhos.

Rapunzefa | Luciano Dami e Marcos Garuti, Editora Hashtag

Rapunzefa (Foto: Acervo Pais&Filhos)

Em uma junção de conto de fadas e folclore brasileiro, o livro é uma representação abrasileirada deliciosa de ler do clássico Rapunzel. Ele mostra a história já conhecida de uma menina que vive isolada em uma torre – mas, dessa vez, com dreads na cabeça e um vaqueiro viajante que muda sua vida completamente. Com ilustrações em tons terrosos que remetem ao sertão nordestino, o texto mescla a linguagem de cordel e de teatro e criam uma leitura irresistível.

Tão, tão grande | Catarina Sobral, Editora Carochinha

Tão, tão grande (Foto: Acervo Pais&Filhos)

Ilustrado de cabo a rabo somente com cinco cores – branco, preto, vermelho, azul e amarelo – e desenhos que parecem ter sido feitos e pintados com giz de cera, marca registrada da autora e ilustradora portuguesa, o livro foi inspirado na obra de Franz Kafka, A Metamorfose. O livro aborda, de uma maneira leve e divertida, o crescimento, as mudanças físicas e os sentimentos de confusão e desconforto com a novidade.

Maria Teresa | Roger Melo, Editora Global)

Maria Tereza (Foto: Divulgação)

A narrativa gira em torno de Maria Teresa, a carranca de um barco que navega pelo rio São Francisco. Em um esquema de rima mista, ela conta o que já viu durante suas viagens e as histórias que ouviu falar – de amor, sem fim nem começo e tristes –, além das que já viveu na pele (ou melhor, madeira). Com delicadeza e humor, a cultura e os mistérios que cercam o Velho Chico são colocados nas páginas cheias de desenhos típicos nordestinos.

A Boca da Noite | Cristino Wapichana, Publicado pela Zit

A boca da noite (Foto: Divulgação)

A história se passa em uma diferente aldeia, cheia de mistérios e perigos que se tornam o motivo pelo qual dois irmãos, Dum e Kupai, buscam por repostas e aventuras. Após escutarem sobre a “Boca da Noite”, os meninos embarcam em uma jornada pelo local mais assustador da região. As ilustrações ajudam a aumentar o clima de mistério e leva as crianças para uma aventura cheia de surpresas!

O Pequeno Príncipe Preto | Rodrigo França, Publicado pela Editora Nova Fronteira

O pequeno príncipe preto (Foto: Divulgação)

Em um minúsculo planeta, que ninguém jamais ouviu falar, vive um pequeno Príncipe Preto, que tem como sua única companhia uma antiga árvore de Baobá. Ele viaja para diversos outros planetas e tem a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre o mundo. No conto, o menino aprende diversos valores sobre ancestralidade e a importância da nossa história e raízes que formamos. “Juntos e juntas, todos ganhamos”, é o lema do menino, que vai passar todos os ensinamentos sobre laços e empatia para as crianças.

Joca e Dado – Uma Amizade Diferente |Henri Zylberstajn, Leiturinha

Joca e Dado – Uma Amizade Diferente (Foto: Divulgação)

O livro trata sobre diversidade, inclusão e respeito de forma divertida e com uma linguagem acessível para crianças. As ilustrações foram feitas pelo estúdio de design La Casa de Carlota São Paulo que conta com criativos com deficiência intelectual – síndrome de Down e autismo – em sua equipe. A história de Joca e Dado, que se tornam amigos após se conhecerem na escola, ilustra a importância do convívio com a diversidade desde a infância. Dado (que tem síndrome de Down) e o amigo interagem e trocam experiências, ensinando que a coexistência inclusiva possibilita um rico processo de aprendizagem para qualquer pessoa, independente de característica ou condição.