Criança

Disney coloca aviso de cenas preconceituosas em filmes da empresa na nova plataforma

Devido à alguns padrões de época, há longas que apresentam diálogos considerados inadequadas atualmente

Bruna Floriano

Bruna Floriano ,filha de Renata e Sérgio

(Foto: reprodução/ Instagram)

Pensando nos novos conceitos estabelecidos no século 21, a nova plataforma de streaming Disney+ surpreendeu as pessoas ao colocar anúncios sobre o teor preconceituoso em alguns clássicos. “A Dama e o Vagabundo” e “Dumbo” são exemplos de filmes que possuem o alerta.

“Este programa é apresentado como criado originalmente. Ele pode conter representações culturais desatualizadas”, diz o anúncio. Caso apareça essa mensagem, provavelmente é porque o filme possui alguma fala, cena ou caracterização de personagens  preconceituosas mas que, para a época que foi feito, era conveniente.

Em “Dumbo”, por exemplo, há um personagem que fazia piadas de cunho racista, o que atualmente,é extremamente incorreto. E em “A Dama e o Vagabundo”, há uma música que é considerado um problema para quem é da cultura asiática. Essa medida ajuda a reforçar a conscientização, mostrando que, mesmo o filme tendo algo preconceituoso, é exclusivamente porque foi feito em uma época diferente.

Há filmes que necessitaram de medidas mais drásticas. “Song of the Soulth” é um musical produzido em 1946, foi extremamente barrado em entrar no catálogo da Disney+ por se mostrar favorável aos relacionamentos entre  escravo e mestre. Outra obra que saiu da lista foi “The Devil and Max Devlin” fez muito sucesso em 1981 e estrelou o humorista Bill Cosby, preso por agressão sexual.

Leia também: 

Neymar viaja com o filho para a Disney e mostra tudo nas redes sociais

Natal encantado: quatro shoppings de São Paulo vão ter a decoração inspirada na Disney

Soul: nova animação da Disney lança trailer que mexe com as nossas emoções