Criança

Divórcio dos pais impacta principalmente crianças entre 7 e 14 anos

Essa foi a conclusão de um estudo realizado na Inglaterra

Yulia Serra

Yulia Serra ,filha de Suzimar e Leopoldo

Crianças entre 7 e 14 anos apresentam maiores índices tristeza e ansiedade (Foto: Getty Images)

O divórcio é sempre complicado para o casal. Mas quando esse processo envolve os filhos, tende a ficar ainda mais delicado. Por esse motivo, um estudo feito pela Universidade College London decidiu avaliar o impacto emocional da separação dos pais para as crianças.

Segundo a pesquisa, o divórcio tem mais impacto em crianças entre 7 e 14 anos, sendo as que se mostraram mais tristes, ansiosas e com mais casos de desobediência após o término. O choque é ainda pior em meninos, embora os especialistas não encontraram justificativas para isso.

O estudo feito na Inglaterra analisou 6 mil crianças e concluiu que os menores de 7 anos não tiveram mudanças negativas de comportamento. Segundo os pesquisadores, isso acontece porque os mais velhos percebem as “dinâmicas sociais” de forma mais clara.

De acordo com a mesma pesquisa, o comportamento dessas crianças tendem a piorar conforme crescem e, menores entre 7 e 14 anos são mais propensos a abalos emocionais após mudanças, como a troca de escola ou amizades.

Leia também: 

Como proteger as Crianças durante o divórcio

Saiba 6 maneiras de como lidar com os filhos pequenos na separação

8 dicas para fazer a guarda compartilhada funcionar depois do divórcio