Criança

Escola proíbe que alunos entreguem convites para festas de aniversário e causa polêmica

A decisão foi tomada para que as crianças não se sintam excluídas

Jennifer Detlinger

Jennifer Detlinger ,Filha de Lucila e Paulo

(Foto: Reprodução/Google Maps)Para evitar que alunos sintam-se excluídos, um colégio australiano tomou uma atitude polêmica: a escola pública Mosman, em Sidney, na Austrália, vai começar a proibir a entrega de convites para festinhas de aniversário dos alunos em sala de aula. O bilhete com a nova regra deverá ser enviado pelos pais por e-mail.

Os alunos da escola não poderão mais entregar convites de papel nas dependências da escola, para evitar que outras crianças que não forem convidadas se sintam tristes ou sofram bullying. A decisão teria sido tomada depois que um aluno ficou chateado por não ter sido incluído na comemoração de um colega de sala.

Através de um e-mail, o colégio também recomendou que os pais não estimulem os filhos e falarem sobre os planejamentos para as festas de aniversários enquanto estiverem na escola.

Houve quem não concordasse com a atitude do colégio. “Está indo longe demais, nós precisamos educar crianças resilientes”, desabafou um pai, em entrevista ao Daily Mirror. “Você não pode entregar convites de papel, apenas por e-mail, e precisa pedir para os seus filhos não falarem sobre a festa”.

Leia também:

Especialista afirma que pais precisam pedir permissão para trocar fralda dos filhos e gera polêmica

Mãe flagra funcionária de creche amamentando sua filha sem permissão e faz escândalo

Escola encontra solução surpreendente para alunos que não tem o que comer nos fins de semana